O grupo pró legalização Marijuana Policy Project, que é um dos maiores agitadores pela erva nos Estados Unidos, vem lançando diversas campanhas com o tema da maconha ser menos prejudicial que o álcool e isso sempre causa um efeito “ping-pong” entre os proibicionistas e ativistas.

Um comunicado liberado recentemente nos EUA, pelo Instituto Nacional de Abuso de Drogas, negando que a maconha é menos tóxica do que o álcool, resultou em uma matéria da revista, especializada na ganja, High Times que foi para cima com uma lista de 10 razões pelas quais a erva ganha da bebida, confira:

1. Maconha limita os danos cerebrais causados pela bebida

A menos que você esteja seriamente em negação sobre os efeitos negativos do álcool, provavelmente você está ciente de que o álcool não é bom para o cérebro. A maconha, no entanto, pode realmente ajudar a prevenir danos cerebrais associados ao álcool e tratar a depressão.

2. Maconha pode ajudar a tratar cânceres causados pelo álcool

O consumo de álcool é cancerígeno e contribui para o câncer de cabeça e pescoço, mama, fígado, esôfago e câncer colorretal. De fato, mais de 19.500 mortes por câncer em 2009 foram consideradas relacionadas ao álcool. A maconha tem eficiência comprovada no auxílio ao tratamento do câncer e seus sintomas.

3. Comportamento Violento vs. Serenidade Natural

Seja ele usado como uma desculpa para ou provocando diretamente a agressão, o álcool mais do que qualquer outra substância promove o comportamento violento. Caso você não saiba, a maconha tende a descontrair as pessoas.

4. Dependência do álcool é extremamente perigosa

O alcoolismo é um problema internacional, que também pode levar à morte ou dano cerebral permanente. Existe dependência da maconha, mas é menos prejudicial e geralmente menos grave do que a dependência de outras substâncias.

5. Uma mata pessoas. Adivinhe qual delas.

Os quatro primeiros pontos destacam a letalidade do álcool, mas eles não contam toda a história. O abuso de álcool mata 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo a cada ano. O verde levou a exatamente zero mortes registradas em todo o tempo.

6. Álcool impede o crescimento muscular

O álcool pode prejudicar o desenvolvimento muscular em uma variedade de formas, desde diminuir os níveis de testosterona à interrupção do sono. A maconha não afeta diretamente o desenvolvimento muscular, de nenhuma forma.

7. Uma tem usos medicinais legítimos

A maconha tem uma longa lista de usos médicos aprovados e a lista está crescendo. Fora a capacidade do vinho tinto em reduzir a pressão arterial, o álcool não faz praticamente nada de positivo para a saúde de uma pessoa.

8. Álcool mais cama é igual a dormir, Sexo bom é com Maconha

O álcool diminui a sua capacidade de perceber estímulos. Isso pode ser uma coisa boa quando você acabou de chegar a uma festa e quer curti-la por nada. Perder a sensibilidade quando você está recebendo carícias, contudo, é muita mancada. Mas a maconha aumenta a sensibilidade e pode melhorar o sexo.

9. A longo prazo o abuso do álcool pode te matar

O abuso do álcool a longo prazo pode levar à insuficiência hepática ou outras condições de risco de vida. Os efeitos da maconha ao longo da vida ainda não são totalmente compreendidos, mas eles não incluem quaisquer das doenças potencialmente letais causadas pelo álcool.

10. Má Decisão Embriagado, Boa Decisão Chapado

O álcool leva as pessoas a tomarem decisões arriscadas. Isso pode ser divertido em algumas ocasiões, mas perigoso em outras. Os cientistas ainda precisam compreender plenamente os efeitos da maconha sobre a tomada de decisão, mas este estudo mostra que os fumantes meio que chegam às mesmas conclusões que as pessoas sóbrias. Eles só demoram um pouco mais para chegar nessas conclusões.