Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O “I Encontro Estadual Antiproibicionista RJ” reunirá acadêmicos e ativistas na UFRJ para discutir se o ônus trazido pela guerra contra as drogas é maior do que o ônus produzido pelo consumo dessas substâncias em si. “Dizem que a guerra é “às drogas”, mas o alvo tem endereço, cor e classe social”, afirmam os organizadores.

Entre os dias 16 e 19 de janeiro acontece o “I Encontro Estadual Antiproibicionista RJ“, no campus Praia Vermelha, da UFRJ. Impulsionados pela recente regulamentação da produção e do consumo de maconha pelo Uruguai e pelas Marchas da Maconha do 2013, que no Rio de Janeiro reuniu dez mil pessoas, o evento discutirá a liberação das drogas no Brasil.

Leia também:  Tchecos impulsionam cultivo para baixar preço da maconha legalizada

Acadêmicos como o professor da USP Henrique Carneiro – especialista em história da alimentação e em história social das substâncias psicoativas –, se reunirão com coletivos e grupos ativistas, como a Frente Estadual Drogas e Direitos Humanos, com o objetivo de fortalecer e articular o movimento antiproibicionista. O evento terá palestras, rodas de debates, grupos de discussão, oficinas e eventos culturais.

“No Rio de Janeiro, a criminalização dos pobres vem se acentuando com militarização das comunidades, recolhimento de pessoas em situação de rua e tantos “Amarildos” desaparecidos. Assim, o debate sobre a necessidade de repensar as políticas sobre drogas vêm crescendo também nesse estado”, afirmam os organizadores.

Leia também:  STJ decide que desacato a autoridade não é mais crime, pero no mucho...

Para se inscrever, clique aqui
Acesse o evento no Facebook, clique aqui

Curta a Fan page do Encontro Estadual Antiproibicionista no Facebook

Via Jornal 247
Foto Revista semSemente

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here