Um apicultor na Rússia contou com ajuda de abelhas furiosas contra policiais que destruíam seu cultivo de maconha. Estratégia  para espantar a polícia ou uma proteção própria da mãe natureza?

A polícia russa encontrou no meio do seu caminho um obstáculo um tanto fora do comum ao tentar destruir uma plantação de maconha: um enxame de abelhas furiosas. Os agentes foram vistos fugindo do local seguidos pelos insetos. No entanto, a fúria da natureza não durou muito e seu “ataque” foi interrompido quando os policiais retornaram usando equipamentos de proteção para exterminar a plantação.

//vimeo.com/102892540

As abelhas estavam em colmeias localizadas no meio do cultivo de maconha, que o proprietário afirma ter crescido descontroladamente, aos arredores da cidade de Kostroma, a 350 km de Moscou. Os policiais foram picados várias vezes, mas nenhum deles sofreu qualquer reação alérgica, segundo o site RT.

“Como parte de uma operação, a polícia chegou ao local para constar se eram reais, os rumores sobre a existência de uma grande cultivo de maconha”, disse o policial Valery Vekhov. “Quando chegamos ao local onde a maconha estava sendo cultivada, havia inúmeras colmeias. Quando tentamos destruir as plantas, as abelhas começaram a nos atacar de forma agressiva. Tivemos que buscar os equipamentos de proteção do proprietário”.

untitled3

Com uma plantação com cerca de 500 plantas, chegando até 2 metros, o proprietário foi inflexível afirmando que não estava fazendo nada ilegal. Quando questionado por que ele não havia destruído, o ‘cultivador apicultor’ disse que faltou tempo, pois as abelhas ocupavam a maior parte dele.

Por fim munidos dos equipamentos de proteção, os agentes destruíram a plantação e o apicultor foi levado pela polícia.

bbbbb-1

A polícia agora tenta descobrir se as abelhas estavam estrategicamente colocadas dentro da plantação com a finalidade de protegê-la, em caso de alguém tentar destruí-la.

Na Rússia o cultivo de maconha é ilegal e se for constado que o apicultor realmente cultivava as plantas, ele pode pegar até oito anos de prisão.

  • Sidney Costa

    ahuahueahueaheu’ O mais ridículo é o fato de eles estarem apreendendo matos. kkkkk’ Que lei estúpida!