Enquanto a maconha segue classificada como uma droga “perigosíssima”, sem nem ao menos ter vitimado uma pessoa no mundo, uma das drogas mais perigosas, o açúcar – ‘um doce veneno’, está inserido e em altas doses em nosso cotidiano.

O chefe de saúde – a partir de uma cidade que tem uma atitude liberal para a famosa maconha, sugere que o açúcar seja tributado e regulado, como o álcool e o tabaco

Para os apaixonados por doces, um alerta: “açúcar é a droga mais perigosa do nosso tempo”, de acordo com Paul van der Velpen, chefe do serviço de saúde de Amsterdã, na Holanda. Ele explica que o seu uso deve ser desencorajado porque é viciante e que os produtos açucarados deveriam vir com alertas de saúde, assim como os maços de cigarro. Os dados são do jornal Daily Mail.

Velpen afirmou que é “tão difícil de largar [o açúcar] quando o cigarro”. Segundo ele, quando as pessoas comem gorduras e proteínas, param quando se sentem satisfeitas, mas, no caso do açúcar, ingerem por mais tempo, até que o estômago comece a doer.

A solução, na opinião do especialista, é tributar o açúcar da mesma forma que o álcool e o cigarro. Também sugeriu que a quantidade de açúcar que pode ser adicionada aos alimentos processados deve ser regulamentada.

Via Dayli Mail / Terra