Amanda Bynes gasta U$$ 9 Mil, fuma maconha e é expulsa de hotel

Amanda Bynes ataca novamente. De acordo com funcionários ouvidos pelo site TMZ, a ex-estrela teen, protagonista da finada série Coisas que Odeio em Você, foi expulsa do tradicional hotel nova-iorquino Ritz-Carlton, na quinta-feira (18). O motivo teria sido o mesmo que a levou a ser retirada do condomínio onde morava na cidade: fumar maconha no quarto.

Assim como na ocasião anterior, Bynes negou as acusações, voltou a afirmar que não fuma maconha – ela justifica ser alérgica à erva – e garantiu ter deixado o estabelecimento voluntariamente.

Bynes aproveitou a estada no Ritz, um dos mais luxusos hotéis de Manhattan, localizado na parte sul da ilha, ao lado do Central Park. Sua conta lista um total de US$ 9.000 em gastos, incluindo diárias de US$ 700 em um dormitório, além de US$ 2.389 em serviços de quarto. A conta obtida pelo TMZ afirma que a atriz – ou seria rapper? – fez quase 40 pedidos, cada um ao custo de US$ 65, em média.

Fontes afirmam que Bynes foi um “pesadelo” durante a estada. Seguindo o padrão de ofensas gratuitas e infantis contra outras celebridades, a atriz disse à recepcionista que ela era muito feia para fazer seu check-in. Depois, ainda ofereceu à funcionária por serviços de cirurgia plástica, o que a levou a chorar.

A. Bynes compareceu a uma audiência judicial, usando uma peruca azul, relacionada a sua detenção no mês de maio.

O mau comportamento continuou ao longo de toda a estada, ao ponto de, horas antes de seu check-out, na quinta, Bynes ter sido finalmente expulsa do hotel.

Nos últimos meses, a atriz de 27 anos tem se apresentado cada vez mais como a nova garota-problema do mundo artístico norte-americano. No período, ela foi condenada a três anos de liberdade condicional e presa por consumo de maconha, ofendeu gratuitamente o presidente Barack Obama e a cantora Rihanna – afirmando que ela mereceu ser espancada por Chris Brown devido à sua “falta de beleza” – e foi expulsa do prédio onde morava.

No final de maio, Bynes ainda ameaçou processar seu antigo condomínio, a polícia de Nova York e o site TMZ, todos por falsamente acusá-la de uso de drogas.

Quem sabe não seja tudo parte de um grande plano de marketing para lançar sua carreira de rapper?

Fonte: Terra