Já é hora de elegermos representantes que enxerguem a verdadeira realidade da guerra às drogas e do tratamento dado a usuários da erva no Brasil. Por este motivo, o Cultura Verde resolveu entrevistar os candidatos antiproibicionistas que concorrerão nas eleições de 2014, que sairão também aqui no SmokeBud.

As eleições deste ano já estão quase aí. Faltando cerca de um mês para o dia de ir às urnas, já está mais do que na hora de escolher em quem você vai votar. E como nosso velho amigo André Kiepper, ativista pró-erva, costuma dizer: maconheiro precisa fazer política”! Para que nossos direitos constitucionais sejam respeitados e reforçados, temos que colocar nos cargos de senador, deputado ou governador candidatos que entendam realmente a gravidade do problema das drogas – principalmente o da maconha – no Brasil.

Exatamente por este motivo, o Cultura Verde resolveu entrevistar os elegíveis antiproibicionistas que irão se candidatar para alguns destes cargos políticos em 2014. Os bate-papos também irão ao ar no SmokeBud com a hashtag #APERTEOVERDE, para que você entenda melhor cada proposta e não sequele na hora de escolher nossos representantes.

O SmokeBud acredita que há necessidade de reforçar e aumentar a bancada pró-erva em todas as casas legislativas: quanto mais “políticos verdes” estiverem nos representando, mais fácil será a introdução de debates e políticas favoráveis à causa e (por que não?) ao bom senso.

Acompanhe a série de posts, se informe, tenha total consciência de suas escolhas e #APERTEOVERDE. Porque já passou da hora de mudar a política brasileira para melhor.

Confira abaixo a série (atualizada) de entrevistas feitas pelo Cultura Verde, separadas pelo cargo do candidato:

GOVERNADOR

Bernardo Pilotto: candidato ao governo do Paraná pelo PSOL sob o número 50.

Camila Valadão: candidata a governadora do Espírito Santo pelo PSOL sob o número 50.

DEPUTADOS ESTADUAIS

André Barros: candidato pelo PSOL do Rio de Janeiro sob o número 50420.

Arielli Tavares: candidata pelo PSTU de São Paulo sob o número 16000.

Arthur Moreira: candidato pelo PSOL do Espírito Santo sob o número 50456.

Babi: candidata pelo PSOL de Sergipe sob o número 50123.

Fernanda Melchionna: candidata pelo PSOL do Rio Grande do Sul sob o número 50500.

Isa Penna: candidata pelo PSOL de São Paulo sob o número 50083.

Jaci Marques: candidata pelo PSOL do Ceará sob o número 50420.

Julio Anselmo: candidato pelo PSTU do Rio de Janeiro sob o número 16016.

Rana Agarriberri: candidata pelo PSOL em Minas Gerais sob o número 50200.

Renatinho: candidato pelo PSOL no Rio de Janeiro sob o número 50001.

DEPUTADOS FEDERAIS

Alvaro Lobo: candidato pelo PSOL de Minas Gerais sob o número 5020.

Douglas Belchior: candidato pelo PSOL de São Paulo sob o número 5075.

Fernanda Fortini: candidata pelo PCB do Rio de Janeiro sob o número 2112.

Givanildo Giva: candidato pelo PSOL de São Paulo sob o número 5006.

Maurício Moraes: candidato pelo PT de São Paulo sob o número 1342.

Paulo Eduardo Gomes: candidato pelo PSOL do Rio de Janeiro sob o número 5001.

Rafa Madeira: candidato pelo PSOL do Distrito Federal sob o número 5000.

Renato Cinco: candidato pelo PSOL do Rio de Janeiro sob o número 5055.

O candidato a Deputado Federal, pelo PSDB de Santa Catarina, Lucas de Oliveira não teve entrevista veiculada pelo Cultura Verde, mas não sequelou e deu entrevista ao SmokeBud. Confira a entrevista clicando AQUI.

Mais candidatos verdes

Nessas eleições de 2014, existem muitos mais candidatos com discursos e projetos pró-legalização da erva do que os explanados acima, infelizmente não foi possível que todos fossem entrevistados. Mas como o SmokeBud sempre preza pela imparcialidade e privilegia somente a luta antiproibicionista, não importando as partes e sim o objetivo, disponibilizamos abaixo o link da publicação da página Bancada da Maconha que tem por objetivo reunir os nomes, números e perfis de TODOS os candidatos que apoiam a Legalização da Maconha no Brasil.

Confira a Bancada da Maconha e aperte o verde: