Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Uruguai abriu nesta quarta-feira (27) o registro para os cultivadores de maconha como parte de sua nova política de produção e venda da erva com a supervisão do Estado. A autorização de cultivo de cannabis também pode ser feita por estrangeiros com residência permanente no país. As informações são da UOL.

MONTEVIDÉU, 29 AGO (ANSA) – O Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (Ircca) do Uruguai recebeu 54 pedidos nos dois primeiros dias após a abertura da inscrição para pessoas que pretendem cultivar maconha em suas casas para consumo próprio.

Leia também:  Pais e pacientes que usam cannabis para tratamento querem liberação do cultivo de maconha

Para se inscrever como produtor, a pessoa deve apresentar nas agências de correio locais a cédula original de identidade e um comprovante de residência. Seis pés de maconha serão permitidos por residência.

O organismo ainda informou, por meio de comunicado, que 22 empresas (das quais dez são estrangeiras) estão interessadas em produzir e distribuir a substância.

O comércio de maconha também será realizado em farmácias, sendo que o usuário deverá ser residente do Uruguai e poderá comprar no máximo 40 gramas mensais. Os usuários ainda poderão se juntar a um clube canábico, que poderá ter entre 15 e 45 membros e plantar até 99 pés da erva, sendo que cada participante receberá até 480 gramas da droga por ano. (ANSA)

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here