O grupo de cidadãos e ativistas em defesa da reforma da Política de Drogas por uma lei eficiente e coerente com as práticas sociais solicitou a realização de uma audiência pública ao Deputado Estadual Carlos Minc, presidente da Comissão Especial Para Acompanhar o Cumprimento das Leis da ALERJ e de Combate à Impunidade e à Violência;- que discutirá as recentes prisões de cultivadores no estado do RJ.

A Marcha da Maconha, formada por cidadãos está representada neste evento e reconhece a legitimidade desta iniciativa; assim, convidamos [email protected] para comparecerem nesta Audiência Pública para discutirmos nossos direitos e buscarmos a evolução desta política no âmbito estadual.

Como meta a ser alcançada o movimento espera que o estado do Rio possa editar normas de procedimentos de investigação a serem adotados nos casos de prisões de cultivadores, para que, em caso de prisão seja realizado perícias e apurações mais responsáveis que forneçam elementos suficientes para determinar os casos de cultivos para consumo próprio em detrimento dos com finalidade comercial.

O que ocorre é que na maioria dos casos, a falta de conhecimento dos profissionais de segurança implica em indiciamentos de cultivadores de forma precipitada, enquadrando-os como traficantes sem provas desta atividade, baseando-se apenas em perícias que levam em conta até o peso do vaso utilizado para o cultivo como quantidade de droga apreendida.

Para que absurdos como estes deixem de ocorrer, o Movimento da Marcha da Maconha espera contar com a presença de autoridades da segurança pública no dia da Audiência para discutirmos com clareza as questões que envolvem a atividade do cultivo e os direitos inerentes aos cultivadores.

Nossa vitória não será por acidente, e sua presença é fundamental para LOTARMOS A ALERJ, no dia 08 de maio, às 14:20, para exigirmos respeito aos DIREITOS DOS USUÁRIOS E CULTIVADORES.

LIBERDADE AOS CULTIVADORES E A TODAS AS VÍTIMAS DA GUERRA ÀS DROGAS.
https:https://www.facebook.com/events/1554707894779646/