Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

“Destruíram nossas ruas e não devolveram ainda nossos trilhos e bondes, de que eles se apropriaram. Mas o bonde é comum, é de todos, e vamos continuar a lutar nas ruas pelo nosso passeio no bonde histórico e popular.”

O que vem acontecendo na luta do bonde histórico e popular de Santa Teresa é um sintoma do que vem ocorrendo no Estado: a política sem trilhos. Não gostamos de trilho reto, mas sequer um trilho reto fazem. O nosso trilho é torto, faz curvas e teias, é transversal e sempre foi de todos.

Mesmo com nossa luta de décadas, os últimos governos quase destruíram o nosso bonde e só não acabaram com ele por nossa causa. Assim eles fazem com as cidades e o Estado. O capitalismo que ainda explora os trabalhadores em suas fábricas e bancos, agora explora toda a cidade. Através de chicotadas e empurrões para dentro dos vagões, dentro de caixotes superlotados, escravizam as vidas. Horas dentro do transporte, horas de trabalho, e pouco tempo para o amor, o lazer, o descanso, a saúde e a educação, essa é a nova escravidão.

Leia também:  MACONHA, REDE GLOBO E NOVELA DO PLC 37

Querem um Estado sobre rodas, como em Santa Teresa. Odeiam os paralelepípedos, os trilhos, a calma, a harmonia e a alegria de nosso bairro. Querem carros e ônibus correndo e atropelando todos que estão pela frente. Mas aqui não vão conseguir. Sempre lutamos e vamos continuar, pois essa vida sem pressa é a cadência e o encanto construído historicamente pelos moradores e amigos de Santa Teresa.

Destruíram nossas ruas e não devolveram ainda nossos trilhos e bondes, de que eles se apropriaram. Mas o bonde é comum, é de todos, e vamos continuar a lutar nas ruas pelo nosso passeio no bonde histórico e popular. Juntos com a nova geração e seus instrumentos horizontais das redes sociais, que convocam a multidão para as avenidas do Brasil e do mundo.

Leia também:  Neste sábado, 5 de maio de 2012, Marcha da Maconha do Rio de Janeiro

André Barros e Chico Alencar estão há décadas nessa histórica luta do Bonde e a eleição deles é importantíssima para a nossa causa, pois a representação é fundamental e uma conquista libertária da luta contra a ditadura civil/militar instaurada pelo golpe de 1964. Não vamos entregar os parlamentos para os permanentes da ditadura, que herdaram e continuam com as mesmas práticas. A ligação entre as ruas da democracia direta e as casas legislativas, onde são feitas as leis, é de grande importância para a nossa vida política.

Texto por ANDRÉ BARROS, candidato a deputado estadual, nº 50420, advogado da Marcha da Maconha, mestre em ciências penais, membro licenciado da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ e do Instituto dos Advogados Brasileiros, além de escrever toda quarta para sua coluna semanal no SmokeBud.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here