Considerado uma lenda da música country, aos 81 anos o texano venderá nas lojas Willie’s Reserve uma linha de luxo da droga. As informações são do O Globo.

Aos 81 anos, o cantor de música country Willie Nelson planeja lançar o maior produto de sua carreira, ou o “ápice de sua visão e de toda a sua vida”, segundo seu sócio, mas não se trata de álbum derradeiro. O famoso bad boy vai colocar na praça, até o final do ano, sua própria marca de maconha.

Aperte e Leia: Marley Natural, a primeira marca global de maconha

Os produtos da Willie’s Reserve serão dignos dos melhores connoisseurs da cannabis e vendidos em lojas próprias nos estados americanos em que o consumo recreativo da planta é legalizado, como contou o porta-voz da empresa, Michael Bowman, ao site “The Daily Beast”. A empresa, administrada pela família do músico, vai oferecer uma linha assinada pelo artista, que incluirá uma edição de luxo da droga, além de bongs e vaporizadores, bem como itens de outros produtores que terão que atender a determinados critérios empresariais e ambientais, como uma preocupação com a pegada de carbono deixada, por exemplo. A firma seguirá um modelo “anti-Walmart”, de acordo com o empresário.

ac550b751c05d513d859ea611f80b816_XL
Willie Nelson vai colocar na praça, até o final do ano, sua própria marca de maconha.

“No fim das contas, ele quer estender [para a marca] sua moral e suas convicções pessoais”, disse Bowman. “Então, desde a loja até como eles [os funcionários] vão trabalhar com os fornecedores e como as coisas vão funcionar, tudo isso vai refletir a vida de Willie”.

Considerado uma lenda do Texas, Willie Nelson é defensor da legalização da maconha há décadas e considera a causa uma de suas “paixões”, segundo Bowman.

Leis que legalizam o uso recreativo da maconha já foram aprovadas em Washington, Alasca, Colorado, Oregon e no Distrito de Columbia. Portanto, o processo de legalização da droga vai afetar o número de lojas que a empresa poderá abrir.