Folia canábica arrasta mais de 10 mil foliões no Brasil a favor da legalização da maconha.

Recentemente noticiamos uma das maiores e mais belas manifestações em prol da legalização da maconha, no carnaval carioca. O bloco Planta na Mente, com muita alegria e seriedade, puxou mais de 5 mil foliões cariocas no bloco pela legalização da erva, no Rio de Janeiro.

Sendo que não foi apenas no Rio que a folia canábica rolou solta, regada com muita música, ativismo e alegria. Para complementar o quadro do ativismo pela erva na folia brasileira, fomos atrás dos registros de importantes manifestações na cena nacional, como o Bloco do Manjericão em BH, O Cordão da Bola Presa em Atibaia – SP e o bloco IemanJAH Rastafari em Vitória no Espírito Santo.

Em São Paulo o bloco que chegou fazendo a cabeça em seu primeiro ano foi o Cordão da Bola Presa, o bloco organizado pelo coletivo Alterando a Consciência desfilou embalado pelos versos:

“O Bola Presa chegou ???
??? Perguntando porque a erva é proibida
Se ela só traz paz e amor ??? ”

A seguir Ivan, um dos organizadores e membro do coletivo antiproibicionista, relata como foi o carnaval libertário em Atibaia.

O Cordão da Bola Presa fez história esse ano ao ser o primeiro bloco canábico no carnaval do Estado de São Paulo. O bloco que estava programado para sair no sábado, dia 01 de março, acabou levando um grande público a acompanhar o desfile durante os 3 dias que paramos o centro da cidade de Atibaia. Além do samba de peso que o bloco apresentou com seus 15 ritmistas, o centro ficou verde de fumaça, confete e serpentina, máscaras canábicas também fizeram a cabeça de jovens e adultos. As crianças marcaram presença, foi uma festa muito alegre e muito bem recebida pela população Atibaiense, não foi registrado nenhum ato de hostilidade da parte de ninguém, o bloco foi recebido com sorrisos, fotos e elogios, parabéns à população de Atibaia!!! O Cordão da Bola Presa será a banda oficial da Marcha da Maconha de Atibaia em 2014 e de qualquer evento canábico em que for convidado, em 2015 ainda maior no carnaval da cidade. Rumo à legalização!

Confira, fotos por Laura Aidar

O carnaval libertário e repleto de irreverência também marcou presença em Belo Horizonte que reuniu cerca de 3.000 pessoas. As informações são do Cultura Verde.

O carnaval de rua de Belo Horizonte voltou com força total em 2014, a movimentação cultural e política que ocorreu na cidade ao longo de 2013 contribuiu muito para essa retomada e novos blocos e foliões ocuparam as ruas no ritmo das marchinhas e da cultura popular. A cultura canábica não ficou de fora e marcou todo o carnaval em belô, durante a folia se notou muitas fantasias, adesivos e adereços canábicos e, é claro, muita fumaça e alegria. Para fechar o carnaval na quarta-feira com chave de ouro, o bloco do Manjericão arrastou aproximadamente 3 mil pessoas cantando bem alto.

” Não vou comprar majericão ???
??? Eu vou plantar no meu jardim
Se todo mundo plantar um ???
??? Manjericão! Não vai faltar pra mim “

Confira, fotos por Mídia Ninja

Finalizando ou não, afinal torcemos que apareçam registros de mais movimentações canábicas no carnaval, o bloco IemanJah Rastafari reuniu diversos participantes, alguns fantasiados fazendo um som misturado e animado ao lado do Pier de IemanJAH em Vitória, conforme informou a mídia Ninja ES.

IemanJah Rastafari ES - Mídia Ninja ES

Ressaltando as palavras do Coletivo Cultura Verde, é interessante e necessário que em 2014 possamos ocupar todos espaços políticos e culturais pautando junto a outros movimentos a legalização da maconha no Brasil, o ano já se abriu com novas perspectivas e devemos aproveitar o caráter global das mudanças na lei de drogas para avançarmos na luta contra o genocídio cotidiano promovido pela guerra às drogas no país.

Nossa vitória não será por acidente!