Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um novo estudo publicado pelo British Journal of Pharmacology (Jornal britânico de farmacologia) descobriu que não só pode o CBD (cannabidiol, um composto da maconha) proteger os pacientes de câncer de mama contra a neuro toxidade e dor associada às drogas da quimioterapia, como pode aumentar a capacidade dessas drogas no combate ao câncer.

De acordo com os pesquisadores, ‘’O Paclitaxel (medicamento usado no tratamento de câncer) é associado a uma dor neuropática induzida pela quimioterapia (CIPN), estado que pode levar a interrupção do tratamento em pacientes na fase final do câncer, mesmo na ausência de terapias alternativas. Eles afirmam que: ‘’De fato, até o momento nenhuma droga ou classe de droga é considerada eficaz para a reversão do CIPN‘’.

Na tentativa de encontrar uma substância que pode prevenir esses efeitos colaterais, os pesquisadores estudaram o efeito do cannabidiol (CBD) em ratos com câncer de mama, que foram administrados o Paclitaxel (PAC).

‘’Nossos dados sugerem que o CBD é um protetor contra a neurotoxina provida do PAC e que esse efeito é em parte, mediado pelo sistema receptor do 5–TH1A’’, reivindica os pesquisadores. ‘’Além disso, o tratamento com o CBD foi desprovido de outros efeitos no sistema nervoso, tal como uma recompensa condicionada ou comprometimento cognitivo. O CBD também não atenuou a eficácia do PAC em inibir a viabilidade do câncer de mama.‘’

Eles concluem ‘’Em um todo, o tratamento adjunto com o CBD durante o tratamento da quimioterapia com o PAC pode ser seguro e eficaz na diminuição ou prevenção do CIPN (Dor neuropática que pode ser causada pela quimioterapia)‘’.

Acesse o estudo

Tradução SmokeBud
Via The Joint Blog

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

pessoas


Curte nossa nova página no Facebook

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here