Motoristas bêbados tendem a dirigir mais rápido do que o normal superestimando suas habilidades, enquanto o condutor sob efeito da erva acaba sendo o oposto, segundo pesquisa já publicada, mas mesmo assim por segurança a cidade caribenha de Soledad implementará o uso do maconhômetro. As informações são da Yahoo!

O maconhômetro, um dispositivo similar ao bafômetro, usado para identificar se um motorista consumiu maconha, ou outro alucinógeno, será implementado na localidade caribenha de Soledad, norte da Colômbia – informaram as autoridades nesta terça-feira.

O aparelho, que ainda está em “processo de socialização” para ser conhecido pelos moradores locais, avaliará se a pessoa consumiu maconha até oito horas antes de dirigir.

Segundo Wilfrido Coronado, diretor de Trânsito de Soledad, no departamento de Atlântico (norte), basta um sopro no aparelho para detectar se a pessoa consumiu drogas.

Se a medida for oficializada, Soledad será o primeiro município do país a aplicar o uso do “maconhômetro”.

Na Colômbia, o consumo de maconha nas vias públicas e sua comercialização são proibidos. A posse de doses de até 20 gramas, para uso próprio, está descriminalizada desde 2012, quando a Corte Constitucional ratificou uma sentença de 1994 sobre o tema.