Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

18 membros do Congresso norte-americano estão pedindo ao presidente Barack Obama para reclassificar a maconha, congressista descreve a classificação atual da droga como “arbitrária e incorreta”.

Na quarta-feira (12/02), o congressista Earl Blumenauer, do distrito de Oregon, e 17 de seus colegas enviaram uma carta ao presidente dos Estados Unidos pedindo para reconsiderar a forma como a maconha é categorizada pela DEA – Drug Enforcement Administration. Atualmente a DEA classifica a maconha como uma substância de Classe I, que a agência define como a categoria “mais perigosa” da droga com “uso médico não aceito e um elevado potencial para abuso.” Heroína, ecstasy e LSD também fazem parte da lista de substâncias na Classe I. Enquanto isso, drogas como a metanfetamina e cocaína caíram para a Classe II e portanto é considerada pelo DEA como drogas de “menos potencial de abuso”.

Na carta, que Blumenauer começou a circular entre os colegas no final do mês passado, os legisladores disseram que colocar a maconha no mesmo nível que a heroína “não faz sentido”.

Você disse que, “não acredito que a maconha seja mais perigosa do que o álcool, uma substância totalmente legalizada, e acredito que seja menos perigoso ‘em termos de seu impacto sobre o consumidor individual’ “, diz a carta, fazendo referência a entrevista recente do presidente Obama a revista New Yorker. “Isso é verdade. A maconha, no entanto, permanece listada nas Substâncias Controladas pela Lei Federal na Classe I … Esta é uma classificação maior do que a cocaína e a metanfetamina, substâncias de Classe II que forneço como exemplos de drogas mais pesadas. Isso não faz sentido.”

Os legisladores pediram que Obama instrua o procurador-geral Eric Holder, que desclassifique-a ou “no mínimo” retirem a maconha fora das classificações I e II.

“Acreditamos que o atual sistema é um desperdício de recursos e destrói vidas, por sua vez prejudicando famílias e comunidades”, conclui a carta. “Agir sobre esta questão é um longo atraso.”

Junto com Blumenauer, a carta é assinada pelos congressistas Steve Cohen do Tennessee, da Califórnia Sam Farr, Mike Honda, Jared Huffman, Barbara Lee, Zoe Lofgren, Alan Lowenthal, Dana Rohrabacher e Eric Swalwell, do Arizona Raúl M. Grijalva, de Massachussetts Jim McGovern, de Virginia Jim Moran, do Texas Beto O’Rourke, do Colorado Jared Polis, Mike Quigley, de Illinois Jan Schakowsky e de Vermont o congressista Peter Welch.

De acordo com a Lei de Substâncias Controladas de 1970, “a administração de Obama tem autoridade para remover qualquer droga ou outra substância das classificações a qualquer momento, caso o presidente considere que a mesma não atenda os requisitos para inclusão”.

“O governo precisa reconhecer os perigos relativos dessas drogas se quer restaurar a sua credibilidade”, escreveu Blumenauer no comunicado. “O primeiro passo é o da reclassificação da maconha, que a administração pode fazer unilateralmente. Nós não podemos deixar esta arbitrária, burocrática e incorreta classificação arruinar mais vidas.”

Confira na íntegra a carta encaminhada a Obama e assinada pelos congressistas.

Tradução SmokeBud
Via The Huff Post

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here