maconha1

Corona planeja fazer bebidas de maconha? Entenda:

 

Legalizada em apenas alguns estados, a indústria da cannabis será, um dia, um grande investimento e um ótimo meio lucrativo. Tão grande é a especulação, que a maior distribuidora de bebidas alcoólicas estadunidense, Constellation Brands, investiu cerca de US$200 milhões ao mercado da erva, conforme diz o jornal The Wall Street Journal.

Constellation é responsável pela distribuição de bebidas importadas nos EUA. O vinho Robert Mondavi, a vodca Svedka e, inclusive, a cerveja Corona. A companhia adquiriu cerca de 9.9% da Canopy Growth, descrita como a maior empresa de cannabis mundial.

Leia também:  Internação de dependentes químicos é controversa!

A ideia é produzir uma bebida não alcoólica e com componentes da erva. Entretanto, a venda não se iniciará até que todos os estados americanos estejam com a legalização em prática. O diretor-executivo Rob Sand disse ao Wall Street Journal que a legalização federal é muito provável, dado ao que tem ocorrido nos estados americanos.

A situação da maconha nos EUA é: 8 estados liberaram recreativamente, enquanto muitos outros têm leis para maconha medicinal. O atual procurador-geral do país, Jeff Sessions – que é contrário à legalização – diz que a companhia Constellation está apenas tirando vantagem inicial, algo que, segundo ele, outras empresas evitam.

Leia também:  Dispara apreensão de drogas compradas em sites do exterior

Apesar da situação atual, o mercado da maconha girou um capital de 6 bilhões de dólares no ano passado, 2016, e tem se expandido rapidamente, com produtos diversos.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here