O capitão já estava bem longe quando a polícia, avisada pela Capitania dos Portos, abordou o navio de bandeira panamenha.  O Solana Star estava aportado na Praça Mauá, enquanto esperava por reparos bem pertinho da sede da Polícia Federal do Rio de Janeiro.

“Eu não sabia nada da carga. Já dei a volta no mundo duas vezes. Não tenho problemas financeiros e embarquei nessa só porque gosto de viajar ”, afirmou Stephen G. Skelton às autoridades brasileiras na época em que foi preso.

As justificativas da única pessoa condenada pelo despejo de 22 toneladas de maconha na costa brasileira no verão de 1987 ainda podem ser lidas no texto do processo de número 13.134, disponível para consultas no site oficial da Marinha do Brasil. Todos os outros tripulantes do navio de bandeira panamenha, que foram julgados à revelia, fugiram para os EUA dias antes da prisão de Stephen.

depoimento-cozinheiro-solana-star-verao-da-lata-noticias-the-history-channel

 

A história desse homem que embarcou contratado como cozinheiro do Solana Star na Austrália também é contada no livro O Verão das Latas de Maconha — O Processo, escrito por Wanderley Rebello Filho, o advogado que defendeu Skelton no Brasil e que também é um dos entrevistados do Verão da Lata, do HISTORY, que vai ao ar no dia 6 de dezembro, a partir de 22h.

“Ele teve de ser isolado num subsolo infecto e semialagado para não ser mais brutalizado pelos outros presos, que achavam que ele era um gringo rico. Numa das visitas, falou que iria se matar na prisão caso não fosse libertado, tamanho era seu desespero”.

Skelton foi solto um ano depois, e hoje vive na Flórida, mas ainda não gosta de falar muito do assunto. Mais recentemente, quando procurado por uma revista, o ex-cozinheiro do Solana Star confessou:

“Sim, eu era o cozinheiro. Fui condenado a 20 anos. De tempos em tempos, alguém do Brasil me procura para contar a história das latas […]. Ninguém que esteja vivo conhece a história real, exceto eu. Se algum dia alguém fizer um filme, seria um sucesso de público, um blockbuster mundial. Sugiro Edward Norton para interpretar meu papel, ele seria perfeito para ser ‘O Cozinheiro’.

Outros quatro acusados como responsáveis pela operação do Solana Star já foram identificados. Sob os codinomes de “Top Guy”, “The Informer”, “The Captain” e o elo brasileiro em toda a operação: “Os Cariocas”.

Mas a grande pergunta que ainda assombra as autoridades brasileiras que acusaram o cozinheiro, e depois tiveram que inocentá-lo é:

POR QUE STEPHEN SKELTON TERIA FICADO NO BARCO SOZINHO, ENQUANTO OS OUTROS TRIPULANTES FUGIAM PARA OS EUA, SE ELE SABIA DE TUDO?

Para conhecer a resposta e o destino secreto dos outros envolvidos identificados até então, é só se ligar no VERÃO DA LATA, que estreia esse sábado, dia 6 de dezembro. O programa vai ao ar pelo HISTORY a partir das 22H.