Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O DEA (Força Administrativa de Narcóticos) realizou batidas em vários dispensários de Maconha Medicinal nos Condados de King, Pierce e Thurston. Não está claro quantas lojas foram invadidas.

O DEA divulgou o seguinte comunicado na quarta-feira:

“As operações foram concluídas e, devido à contínua investigação, só seremos capazes de fornecer as seguintes informações: Vários mandados de busca foram executados, envolvendo Lojas de Maconha nos Condados King, Thurston e Pierce”.

O Coletivo Bayside estava entre as lojas invadidas.

Casey Lee, um funcionário do Coletivo Bayside, disse: “Eu corri para fora da loja porque eu pensei que era um assalto. Não havia nenhuma identificação nos veículos, então corri para  ver o que estava acontecendo e logo todas as armas estavam apontadas para mim.”

Leia também:  #DescriminalizaSTF: Supremo retoma na quarta julgamento sobre porte de drogas

Lee e outros funcionários tinham acabado de chegar, quando agentes invadiram  o dispensário e levaram tudo, deixando para trás prateleiras e embalagens vazias.

“Toda a Maconha Medicinal que tínhamos. Eles levaram todos os nossos comestíveis. Eles levaram todos os nossos medicamento,” disse Lee. “Nós perguntamos o que estávamos fazendo de errado? Pensávamos que estávamos cumprindo com todas as leis e tudo que eles nos disseram é que federalmente a Maconha ainda é ilegal”.

O “ataque” do DEA teria o intuito de, simplesmente, fechar a loja momentaneamente.
Junto com Bayside, Seattle Cross, Tacoma Cross e Key Península Cross também foram invadidos.

“Vejam, isso é terrorismo urbano”, disse Steve Sarich, diretor executivo da Ação de Coalizão da  Cannabis.

Ele diz que não acredita que os ataques tenha o intuito de fechar as lojas de maconha medicinal, ele acredita que é apenas a batalha entre: o Estado, os Eleitores que optaram por legalizar a maconha e o Governo Federal que ainda trata a maconha como muito ilegal.

Leia também:  Dos 9 estados que legalizaram a maconha, só o Arizona votou 'não'

“Eles nos querem desconfortáveis”, disse Sarich. “Eles querem que nós tenhamos medo o tempo todo. Se eles quisessem apenas fechá-los, um fechamento formal com aviso na porta funcionaria bem melhor.

“Se você recebe um comunicado dos agentes federais, irá desistir e fechar o negócio, porque você realmente não pode combatê-los, mas quando eles vêm com metralhadoras e capacetes, está claro que é para aterrorizar você e aterrorizar a comunidade.”

Tradução SmokeBud, via Q13Fox

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here