Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Efeitos da droga já liberada para uso medicinal em alguns países não garantem um consenso nem da ciência

A maconha continua proibida na maioria dos países, entre eles o Brasil, mas em alguns, como Canadá, Reino Unido, Holanda, França, Espanha, Itália, seu uso medicinal está liberado. Na América Latina o primeiro produto à base da maconha, o Sativex, foi aprovado para comercialização. No Uruguai, a erva está permitida, e nos Estados Unidos, há um movimento: Washington e Colorado liberaram seu uso recreativo no início do ano. No país, 21 estados autorizam a prescrição médica da erva e, neste contexto, o presidente Barack Obama declarou esta semana que ela não é mais perigosa do que o álcool, o que provocou reações de políticos e setores da sociedade. Se o tema é controverso no plano político, no científico não é diferente. E as respostas sobre seus efeitos na saúde também não são simples.

Vários estudos têm demonstrado as ações terapêuticas dos canabinoides para náusea e vômito em pacientes de Aids e câncer. Outras pesquisas são realizadas com foco no tratamento de asma, glaucoma, e também no desenvolvimento de antidepressivos, estimulantes do apetite e anticonvulsivantes. Por outro lado, vários estudos garantem que a maconha como droga de abuso prejudica a capacidade de aprendizagem, a memória de curto prazo, o desempenho psicomotor e é um fator de risco para a esquizofrenia.

maconha-01

Diante de tamanha ambiguidade, as posições contra ou a favor adquirem um tom quase religioso. Entre especialistas, há quem condene integralmente a droga, e há quem a defenda com unhas e dentes. Alguns preferem separar a discussão do uso recreativo e do medicinal. Outros dizem que isto não é possível. Acontece que, mesmo proibida, ela é amplamente usada.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maconha é a droga ilícita, de longe, mais cultivada, traficada e abusada. Metade de todas as apreensões no mundo é de cannabis. Cerca de 180 milhões de pessoas, 3,9% da população entre 15 e 64 anos, são usuárias. No Brasil, o seu uso vem crescendo, e o total de apreensões passou de 155 toneladas em 2010 para 174 toneladas em 2011.

Leia também: Vento sopra a favor da liberação da maconha nos EUA

Via O Globo

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

pessoas


Curte nossa nova página no Facebook

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here