Americana havia confrontado jornalistas e negado consumo da substância. Yancy Medeiros também tem vitória revogada por exame positivo de doping

A causa do exame antidoping positivo da peso-galo feminino Jessica Eye no UFC 166 foi enfim confirmada nesta terça-feira. De acordo com documentos do Departamento de Regulamentação e Licenciamento do Texas, comissão atlética estadual que supervisionou o evento em outubro de 2013, a substância detectada no exame antidoping pré-luta de Eye foi canabinóides, compostos presentes na maconha, o que viola a legislação local para combates de MMA.

O resultado positivo para maconha havia sido noticiado pelo site “Bloody Elbow” durante a semana passada, e Eye negou veementemente, inclusive confrontando jornalistas através das redes sociais. A lutadora respondeu a uma pergunta direta sobre se havia sido flagrada por uso de maconha no podcast “The MMA Hour” e negou que tivesse consumido a droga. Além disso, ela havia declarado a vários meios de comunicação que iria apelar à revogação de sua vitória sobre Sarah Kaufman.

Todavia, o site americano “Fox Sports” obteve uma cópia do documento da comissão atlética texana explicando o caso. Além disso, os documentos indicam que Eye foi notificada do exame antidoping ainda em 26 de novembro, e ela assinou em 15 de janeiro deste ano um acordo para pagar uma multa de US$ 1.875 (cerca de R$ 4.500) e um ano de suspensão condicional, sob a qual deve enviar notificações de novos combates e resultados de exames antidoping à comissão texana. Isso não a impede de lutar no UFC 170, no próximo dia 22, em Las Vegas, contra Alexis Davis.

Após a divulgação do documento, Jessica Eye foi às redes sociais para emitir um pedido de desculpas público. Em imagem publicada no Instagram, declarou:

“Ninguém está mais decepcionada sobre isso do que eu… Eu recebo isso pessoalmente e me considero culpada.”

Também nesta terça-feira, foi revelado que o peso-leve Yancy Medeiros foi flagrado com metabólicos de maconha em seu organismo no exame antidoping após sua vitória sobre Yves Edwards no UFC: Fight For The Troops 3, também em novembro passado. De acordo com o site “MMA Junkie”, Medeiros recebeu uma suspensão de 90 dias, retroativa à data do combate, 6 de novembro, e terá de passar por um exame antidoping antes de ser liberado para lutar novamente. Sua vitória por nocaute foi revogada e transformada em “No Contest” (luta sem resultado).

Via Sportv