Segundo a deputada Teresa Leitão, presidente do PT-PE, moção não tem poder deliberativo. As informações são do Blog do Jamildo.

Depois de aprovar a aliança com o PTB do senador Armando Monteiro Neto, para as eleições deste ano, o PT de Pernambuco, reunido neste domingo em um hotel de Boa Viagem, aprovou também uma moção de apoio à legalização da maconha, em um indicativo para o Congresso Nacional

Em votação apertada, o PT pernambucano aprovou na tarde deste domingo, 23, por 87 votos contra 81, moção de apoio à legalização da maconha.

Como o partido não tem uma posição oficial ainda, os jovens em especial pressionam por uma tomada de posição. A votação desta tarde, polêmica, acabou servindo para desanuviar o ambiente tenso das deliberações em torno da tática eleitoral deste ano.

Nenhuma das correntes do partido determinou uma orientação específica. Mas não faltou um coro, a la Mujica.

“Partido guerreiro defende os maconheiros”, era o refrão.

Segundo a presidente estadual do PT, Teresa Leitão, a moção não tem poder deliberativo.

Ela disse ao Blog de Jamildo que não saberia como votar, se não fosse apenas observadora, mas que tenderia a ser a favor.

O assunto liberação da maconha é debatido no Congresso Nacional, a partir de sugestão popular, sob a coordenação do senador Cristovam Buarque (PDT-DF).