Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Tremendão tá de volta. Erasmo Carlos vasculha discos dos anos 70 para o melhor repertório da sua vida e música ‘Maria Joana’ entra na seleção.

Aos 73 anos Erasmo sobe ao palco do Tom Jazz, em São Paulo, para gravar o DVD ‘Meus lados B’. Em entrevista, à Época, cantor explana como foi a censura sobre a música em homenagem à erva e sua opinião sobre a legalização da maconha no país. Confira.

erasmo-carlosErasmo Carlos não foge da vida. E nem de perguntas. Responde tudo com humor e franqueza. Parece não haver assunto proibido para cantor e compositor, uma das referências do rock brasileiro e criador, ao lado do parceiro Roberto Carlos, de inúmeros sucessos. Aos 73 anos ele se lança em novo desafio: nos dias 22 e 23 sobe ao palco do Tom Jazz, em São Paulo, para gravar o DVD Meus Lados B, com músicas que compôs ou gravou, sobretudo nos anos 1970, que foram atropeladas por grandes hits, mas jamais esquecidas pelos fãs. É o caso de Os grilos e Maria Joana, uma verdadeira homenagem à maconha. “Era a época do desbunde. Eu queria seguir a filosofia hippie”, diz.

Leia também:  Luana Piovani e Pedro Scooby aparecem fumando um em sacada de hotel

A música Maria Joana é homenagem à maconha. Teve problemas na época que a compôs?
Erasmo – Tive. Eu não podia cantá-la em shows, não podia tocar no rádio. A censura não deixava. Eu a havia escolhido para ser a música de trabalho do disco, mas… Eu tentei driblar os censores, disse que Maria Joana era uma homenagem à filha do Nelson Motta (jornalista e produtor musical) que estava para nascer. A filha dele nasceu, mas se chamou apenas Joana. Eu quis dar uma de malandro, mas não deu.

É a favor da legalização da maconha?
Sou e não sou. É um assunto que já deveria ter avançado. Veja o caso do Uruguai. Aliás, outro dia eu estava vendo uma entrevista do presidente do Uruguai (José Mujica – ele legalizou a droga no país). Que homem maravilhoso, esclarecido. Sorte dos uruguaios de ter um presidente como ele.

Leia também:  Filho de Jackie Chan pega 6 meses de prisão na China por fumar maconha

Você ainda fuma?
Eu fumava sempre (risos). Mas agora não… Nem beber mais eu bebo.

Na Pontinha ~ “I like marijuana, I like marijuana”

Buscando mais informações sobre Erasmo, localizamos uma entrevista publicada no Estadão, em 09 de janeiro, e destacamos o trecho em que o cantor conta como brotou a música

Estadão – Como foi que você e Roberto fizeram “Maria Joana”, uma música para homenagear a maconha?

[pull_quote_center]Bicho, fiz mesmo. Fumei um baseado, gostei e fiz a música com duplo sentido. Quando estávamos filmando “O Diamante Cor de Rosa” (1970), entrei em uma boate em Israel e vi uns caras dançando um calipso alto “pra” caramba e cantando “I like marijuana, I like marijuana”. Eu fiquei com aquilo na cabeça e fiz “Maria Joana”. Claro que a censura implicou. A música não tocou no rádio e eu nunca a cantei em show. Eles deixaram sair no disco, mas eu não poderia tocá-la. – Erasmo Carlos[/pull_quote_center]

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here