Itens traziam como estampas a folha de maconha e horário marcado para usar a droga

Uma decisão tomada pela Escola Estadual Joaquim Afonso Rodrigues, em Carmo da Mata, no centro-oeste do Estado, causou polêmica nas redes sociais. A direção da instituição decidiu proibir o uso de um boné que faaria apologia à maconha. A determinação foi publicada na página da escola no Facebook. O comunicado alerta os pais sobre o significado do símbolo 4:20, que seria o horário combinado entre usuários para fumar a droga.

Segundo a diretora do local, Júnia Paixão Mendes de Castro, um professor notou que vários alunos estavam usando o boné. Alguns deles tinham o número gravado, enquanto outros traziam a imagem de uma folha de maconha. Depois de confirmar o que as imagens queriam dizer através de uma pesquisa feita na internet, a diretora decidiu conversar com os alunos e explicar porque o item seria barrado na escola.

— Chamamos os alunos e conversamos. Percebemos que muitos estavam usando por moda, não tinham conhecimento do que significava. Mas a gente sabe também que muitos têm envolvimento com a droga. A maioria dos pais também não sabia o que queria dizer.

Inicialmente, a escola enfrentou questionamentos e críticas dos estudantes através das redes sociais, mas, segundo a diretora, a decisão acabou sendo acatada por pais e alunos.

— Depois de uma semana mais ou menos, a gente não viu mais ninguém com estes bonés. Agora, os alunos denunciam o colega que vem com ele.

Via, R7