Novas descobertas comprovam que a maconha pode ser útil para pacientes que sofrem de artrite.

A artrite reumatoide é uma doença autoimune que causa inflamação, de longa duração, da membrana sinovial, que pode resultar em danos nas cartilagens e erosão dos ossos das articulações, e conduzir consequentemente à dor e deformação articular. Os tratamentos que controlam esta condição incluem analgésicos, anti-inflamatórios ou fármacos antirreumáticos, porém a maconha mais uma vez pode ser uma opção menos agressiva e mais eficaz.

Publicado em janeiro deste ano, na revista Rheumatology, o estudo revela mais uma evidência de como a maconha combate a inflamação das articulações.

Os pesquisadores descobriram que a maconha ativa vias conhecidas como receptores CB2, que estão presentes em níveis anormalmente elevados nos tecidos das articulações de pacientes com artrite.

Receptores CB2 são um dos dois tipos de vias ativadas pelas substâncias químicas da maconha. No entanto, apenas os receptores CB1 são responsáveis ​​pelo efeito psicoativo da erva, a ‘onda’.

“Historicamente, a terapia com a maconha foi usada para aliviar os sintomas de um amplo espectro de doenças, incluindo artrite reumatóide”, explicou o co-autor Dr. Sheng-Ming Dai da Segunda Universidade Médica Militar da China em uma entrevista recente com a Nature.com.

Mas uma grande barreira para o amplo uso em tratamentos à base de maconha é o seu efeito psicoativo, observa. Como resultado, os cientistas têm procurado maneiras de alcançar os mesmos benefícios sem a ‘onda’

Aperte e leia: Maconha pode ajudar no tratamento de doenças autoimunes

No novo estudo, o Dr. Dai e sua equipe confirmou a presença de receptores CB2 em amostras de tecido retiradas de pacientes com osteoartrite e artrite reumatoide.

Além do mais, usando uma substância química que só ativa os receptores CB2, os pesquisadores foram capazes de suprimir moléculas inflamatórias que estariam envolvidas com a erosão da cartilagem.

A equipe agora está trabalhando em descobrir a melhor forma de atingir esses receptores exclusivamente no tratamento de artrite.