Maconha na Farmácia, por enquanto só para Pacientes que precisam da Paconha Medicinal
Maconha na Farmácia, por enquanto só para Pacientes que precisam da Paconha Medicinal
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em 2015 o Chile legalizou o uso de maconha medicinal, mas só agora, pela 1ª vez na América Latina, que farmácias chilenas iniciarão a venda de remédios à base de maconha. O Preço médio para tratamento de um mês será de cerca de 310 doletas – um valor meio distante pra quem realmente precisa.

As Farmácias de Santiago, capital do Chile, vão começar a vender nesta semana remédios à base de cannabis. Segundo as companhias farmacêuticas envolvidas no lançamento, esta é a primeira vez que tais tratamentos serão oferecidos por drogarias na América Latina.

Precisa de maconha medicinal? Encontre o médico mais perto de você no BudMaps!

A produtora e distribuidora canadense de cannabis Tilray disse ter se associado com a companhia local Alef Biotechnology, que é licenciada pelo governo chileno.

Leia também:  Criança diminui convulsões de 30 para 5 após uso do óleo de Maconha
Medicamentos a base de maconha T100 em Santiago, no Chile (Foto: AP Foto/Esteban Félix)
Medicamentos a base de maconha T100 em Santiago, no Chile (Foto: AP Foto/Esteban Félix)

A venda de remédios intitulados como “maconha medicinal” foi legalizada em 2015 e está entre uma série de países da América Latina gradualmente indo em direção a mudança de leis relacionadas ao cultivo, distribuição e consumo de cannabis.

“Ao importar produtos medicinais de cannabis da Tilray para o Chile, pretendemos aliviar o sofrimento daqueles em necessidade ao oferecer produtos médicos de cannabis puros, precisos e previsíveis”, disse o presidente do conselho da Alef, Roberto Roizman, em comunicado.

Os Produtos T100 e TC100 da Tilray estarão disponíveis inicialmente nas grandes redes de farmácias em Santiago, sob receita médica. O preço médio também é bem caro, US$ 310 para um tratamento que dura cerca de um mês, disse um porta-voz.

Mas é um avanço, tendo em conta que até esta semana os pacientes que precisavam de maconha no Chile podiam somente obter maconha medicinal ao importá-la ou a partir de um número limitado de fazendas dedicadas por uma organização de caridade, tal qual acontece por aqui no Brasil.

Leia também:  Médicos poderão prescrever derivado da maconha no Brasil

O Congresso do Chile logo terá um projeto de lei que pode permitir que pessoas cultivem suas próprias plantas, eles já estão debatendo e a Argentina e Colômbia também estão seguindo caminhos similares. Por enquanto só Uruguai se agilizou e se tornou um pioneiro global quando legalizou o cultivo, distribuição e consumo de maconha no final de 2013. Por lá  as farmácias no país irão começar vendas legais de maconha recreativa a partir de julho.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here