O Tribunal Popular do Distrito de Dongcheng, em Pequim, a capital da China, condenou nesta sexta‐feira (9) o ator Jaycee Chan, filho do astro do cinema e das artes marciais Jackie Chan, a seis meses de prisão por crime de consumo de drogas, informou a agência oficial de notícias “Xinhua”. As informações são da EFE via Folha de S.Paulo

Jaycee Chan, de 32 anos, foi considerado culpado de “proporcionar um espaço para o consumo de drogas”, um crime que pode ser punido com até três anos de prisão na China, mas os advogados conseguiram uma pena mais reduzida.

Chan foi detido no dia 14 de agosto de 2014 junto com um colega de profissão, o taiwanês Ko Chen‐tung, quando ambos fumavam maconha em sua casa em Pequim.

Os dois permaneceram detidos por vários dias em agosto pelo consumo da droga e se mostraram publicamente arrependidos em aparições televisivas.

Jackie Chan, de 60 anos e uma das celebridades chinesas mais conhecidas no mundo, também mostrou sua chateação pela conduta de seu filho nos últimos meses.

_80152313_80152312
Jaycee Chan no tribunal chines

“Estou muito zangado e surpreendido pelo que ele fez”, disso o astro pouco depois da prisão de seu filho em sua conta na rede social Weibo, um equivalente chinês do Twitter, e acrescentou que se sentia “muito envergonhado e decepcionado como pai”.

A condenação de Jaycee Chan faz parte de uma campanha contra o consumo de drogas nas grandes cidades chinesas, como Pequim, onde aproximadamente 8.000 pessoas foram detidas por esse motivo no ano passado, entre elas grandes celebridades como atores, músicos e diretores de cinema.