Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

De maneira única e ao vivo uma repórter norte-americana pede demissão para lutar pela legalização. As informações são da UOL

Uma repórter norte-americana se demitiu ao vivo de um telejornal no último domingo (21) e anunciou que iria se dedicar à legalização da maconha no estado do Alasca.

Após a exibição de uma reportagem sobre os esforços para descriminalizar o consumo de maconha no estado, a repórter Charlo Greene pediu sua demissão e ainda revelou que ela era a dona do Alaska Cannabis Club, organização que ajuda pacientes que precisam da droga para tratamento médico.

“Foda-se, eu me demito”, disse ela, depois de revelar que agora iria devotar “todas as energias para lutar por liberdade e justiça, que começa com a legalização da maconha aqui no Alasca”. A âncora do noticiário, Alexis Fernandez, ficou chocada e pediu desculpas no ar.

https://www.youtube.com/watch?v=zWHA3DZQdgA

Nesta segunda, um pedido de desculpas foi postado no site da emissora KTVA: “Nós pedimos desculpas sinceras pela linguagem inapropriada usada por uma repórter da KTVA durante sua entrada ao vivo na última noite. A funcionária foi demitida”.

Aperte e Leia : Após demissão, para lutar pela legalização da erva, repórter publica vídeo explicando sua decisão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

pessoas


Curte nossa nova página no Facebook

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here