Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com mais THC, skunk está cada vez mais popular em Londres. Risco depende da frequência de uso, afirma universidade britânica. As informações são do O Globo.

Londres – Versão potente da maconha, o skunk pode triplicar o risco de psicose, diz um estudo da universidade britânica King’s College London. Realizada com 780 pessoas, a pesquisa mostrou que usuários da droga têm três vezes mais chances de desenvolver o quadro que não usuários.

Os cientistas do Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência da universidade concluíram também que o uso de haxixe, outro tipo da cannabis, não está associado ao risco de psicose.

Aperte e Leia: Maconha pode ser benéfica no tratamento da psicose, revela estudo

– Em comparação com aqueles que nunca tinha experimentado cannabis, usuários de cannabis de alta potência do tipo skunk tiveram um aumento de três vezes no risco de psicose – afirmou à BBC Marta Di Forti, principal autora da pesquisa. – Os resultados mostram que o risco de psicose em usuários de maconha depende da frequência de uso e potência da cannabis.

A pesquisadora afirmou ainda que o uso do skunk está cada vez mais generalizado em Londres, embora a droga seja proibida na Inglaterra.

O skunk contém mais THC – princípio psicoativo da cannabis – que outros tipos de maconha.

QUAL É A SUA OPINIÃO, CONTE PRA GENTE COMENTANDO ABAIXO

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

pessoas


Curte nossa nova página no Facebook

4 comentários