Após ser diagnosticado com câncer e que teria, aproximadamente, 18 meses de vida, David Hibbitt abandona a quimioterapia e se cura completamente utilizando óleo de maconha. As informações são do Extra.

O inglês David Hibbitt, diagnosticado com câncer de intestino em julho de 2012, não conseguiu aceitar quando soube que sua doença atingira o estado terminal e que teria, aproximadamente, 18 meses de vida. Decidido a buscar uma última alternativa, David começou a usar óleos de cannabis e se diz curado da doença desde janeiro.

Após o diagnóstico, David passou por várias sessões de quimioterapia e por uma cirurgia para remover o intestino grosso.

“Amigos tinham me falado sobre o óleo de cannabis, mas eu recusei inicialmente. Nunca tinha usado drogas. Mas em fevereiro do ano passado me disseram que eu tinha entre 18 meses e cinco anos de vida, eu senti que precisava tentar tudo que podia” contou David ao Daily Mail.

Pai de um menino de cinco anos, David afirma que está curado do câncer há quatro meses e credita o milagre ao uso da erva.

“Eu acha que a quimioterapia ia me matar então eu não tinha nada a perder. Eu não conseguia aceitar que que ia morrer”

David-Hibbitt-Quimioterapia-2013
David largou a quimioterapia depois que soube que teria apenas 18 meses de vida

David pesquisou na internet as opções que teria e descobriu diversas informações sobre o uso do óleo de cannabis e decidiu tentar a alternativa.

“Em julho [de 2013], depois de muita pesquisa, eu usei o óleo de cannabis. Eu estava na quimio, e eu estava chegando a um ponto que não podia mais fazer nada, eu não tinha mais energia. Em agosto, eu decidi que já tinha ido longe demais e decidi interromper o tratamento. Em outubro, eu fiz uma operação para remover um nódulo”

Ele decidiu seguir o tratamento com o óleo e, em janeiro, os exames de rotina mostraram que ele estava com o organismo limpo do câncer.

“Você fica bem chapado e te deixa alto por umas seis horas, mas está longe de ser tão ruim quanto a quimioterapia. A dor desapareceu e senti que estava fazendo efeito. Eu só quero que outas pessoas saibam que há outras opções por ai”, completa David.

O Centro de Pesquisas sobre o Câncer no Reino Unido, no entanto, não aconselha o uso do tratamento alternativo por não haver boas evidências provando que é seguro e efetivo.

  • Marina Patalano

    Desserviço a portadores de câncer publicar matéria sem comprovação científica.