Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O senador Humberto Costa (PT-PE) pediu, em discurso nesta quarta-feira (6), mais atenção do Senado para o debate acerca do projeto de lei da Câmara (PLC 37/2013) que altera o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad). O senador informou que a matéria está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) sob relatoria de Antônio Carlos Valadares (PSB-SE).

Humberto Costa destacou como pontos que precisam ser melhor discutidos a repressão aos usuários de drogas, a diferenciação de penas entre traficante e usuário/dependente e a chamada internação compulsória de dependentes químicos.

O senador acredita que o tratamento legal inadequado da questão contribui hoje para agravar o problema da superpopulação carcerária, ao mesmo tempo em que introduz apenados por crimes leves na chamada “escola do crime”.

Estudo do Grupo de Pesquisas em Política de Drogas e Direitos Humanos da Universidade Federal do Rio de Janeiro, assinalou o senador, mostrou que 25% dos detentos no país estão presos por crimes relacionados a drogas. Entre as mulheres presas, ressaltou Humberto Costa, a porcentagem chega a 60%.

– Nós entendemos que uma proposta que trate do tema das drogas deve, em primeiro lugar, estabelecer algumas distinções importantes. É necessário estabelecer a distinção entre o que é o traficante, o que é o usuário e dependente, para que nós possamos ter políticas específicas para tratar a questão – afirmou.

Na opinião do senador, o dependente de droga precisa mais de atendimento à saúde do que ação repressiva dos órgãos de segurança.

Via Agência Senado

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

pessoas


Curte nossa nova página no Facebook

1 COMENTÁRIO ANONIMO

  1. Muito boa a iniciativa, espero que leve a algo : ) e principalmente precisamos do apoio da população dia 27/11 vamos para a rua novamente fazer historia e mostrar que estamos com ele

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here