Autorização está relacionada a pressa na aprovação de medidas religiosas anti-gays. As informações são do O Globo

Uma ação não programada pode abrir espaço para a primeira igreja destinada à maconha no estado de Indiana, nos Estados Unidos. Recentemente foi assinado o “Religious Freedom Restoration Act (RFRA)”, que permite que empresas e indivíduos neguem serviços para gays sob alegação de motivos ou valores religiosos. Na ânsia de fazer valer os direitos religiosos, os parlamentares podem ter aprovado a instituição da igreja da maconha.

A papelada para aprovação da “Primeira Igreja de Cannabis” estava junto com a aprovação do RFRA. Bill Levin, fundador da igreja, anunciou em sua página no Facebook que o registro foi aprovado.

“Status: aprovado pelo secretário de Estado de Indiana. ‘Parabéns, seu registro foi aprovado’. Agora vamos começar a realizar nossos objetivos de amor, compreensão e boa saúde”, escreveu.

Uma das hipóteses para a aprovação do inusitado projeto é a pressa que os congressistas de Indiana tiveram para aprovarem questões ligadas a valores e práticas religiosas. No meio de várias propostas, a igreja da maconha pode ter sido aprovada inadvertidamente.

Atualmente, Levin está procurando doações de US$ 4,20 para sua igreja.