Além de Illinois, dezenove outros estados e Washington já permitem o uso da maconha medicinal

Chicago – O governador de Illinois, Pat Quinn, promulgou nesta quinta-feira a lei que legaliza o uso da maconha para fins medicinais no estado americano, em um ato realizado na Universidade de Chicago.

A lei, considerada uma das mais rigorosas dos Estados Unidos nesta matéria, entrará em vigor em janeiro de 2014, mas serão necessários vários meses para que a regulamentação estadual estabeleça as regras que permitirão adquirir legalmente a erva para quem sofre de uma das 42 doenças listadas, como câncer, aids, artrites reumática e esclerose múltipla.

A nova lei prevê que o paciente pode ter receitado por seu médico até 70 gramas de maconha a cada duas semanas.

A maconha medicinal será disponibilizada em 60 centros que funcionarão em todo o estado e virá de 22 lugares de cultivo registrados em Illinois, embora ainda não tenha sido determinado quem e como serão obtidas as permissões de cultivo.

O representante democrata estadual Lou Lang, que patrocinou a lei na Assembleia Legislativa, disse que o objetivo é melhorar a qualidade de vida de pessoas muito doentes no estado.

Com esta lei, Illinois se soma a uma lista de 19 estados e à capital, Washington DC, que autorizam o consumo de maconha para uso terapêutico.

Fonte: Msn / Efe