Via CartaCapital

Temor é que seja aprovado sem discussão o PL que “aprofunda a já fracassada política criminal brasileira sobre o tema e despreza lutas históricas na saúde pública”

Entidades ligadas aos direitos humanos e à saúde pública divulgaram uma nota pública contra a urgência da tramitação do projeto de lei do deputado Osmar Terra (PMDB-RS) que prevê a reformulação das políticas de combate às drogas no País. As entidades – voltadas para a saúde mental e saúde coletiva, serviço social e pesquisa em psicoativos – pedem cautela ao Senado com relação à proposta. A nota defende que o projeto “aprofunda a já fracassada política criminal brasileira sobre o tema e despreza as lutas históricas por avanços na saúde pública, interrompendo avanços na política anti-manicomial, promotora de cidadania e avessa à tortura”.

O pedido é para que seja promovido o debate com “os diferentes atores envolvidos, sejam eles organizados ou não” para que só então um texto seja aprovado.

Acesse o Link e leia a nota na íntegra: //migre.me/fjoRc

1044308_612763828748578_1952451255_n
Fonte: Carta Capital
//migre.me/fjp1H