O Profissão Repórter que vai ao ar nesta terça-feira*, 29 de outubro, vai abordar sobre um tema de muita polêmica no mundo: a liberação das drogas.

Depois de defender a legalização da maconha, Caco Barcellos, jornalista e diretor do programa que preenche as noites de terça na grade da Globo, traz uma edição do “Profissão Repórter” que vai explanar a situação nos países que optaram por uma mudança na lei de drogas.

Afinal como o próprio Caco disse,
— “Pior do que está não pode ficar. A cachaça mata mais que a maconha. Isso tem que ser tratado como uma questão de saúde pública e não de polícia, como vem sendo tratado.”

O programa mostrará as experiências de países que mudaram as leis e que hoje permitem o uso e comércio da erva. Caco Barcellos e sua equipe traçam um mapa pelo mundo em busca da resposta para a seguinte pergunta: A liberação das drogas poderá diminuir a violência?

Vamos ficar de olhos bem abertos para não permitirmos uma manipulação da verdade. No programa de hoje será exibida a situação uruguaia, como as pesquisas mostram que a maioria da população é contra a liberação das drogas. Em Portugal, desde 2001, ninguém pode ser preso por usar drogas. No Colorado, nos EUA, a equipe parte em busca de uma plantação com 30 tipos de maconha para ser vendida como medicamento aos dispensários e pacientes locais.

Via Profissão Repórter

*Programa vai ao ar, logo após Pé na Cova

  • jhonata

    Que horas?

    • Programa vai ao ar, logo após Pé na Cova +ou- 22:45

  • que horas vai passar?

    • Programa vai ao ar, logo após Pé na Cova +ou- 22:45

  • O programa acabou, achei boa a iniciativa mais faltou muita coisa , ficou muito vago .
    Pelo programa ser brasileiro, eles não falaram do brasil … nem na sociedade nem em questões politicas.
    Sei que em alguns paises estao acontecendo mudanças muito significativas , mas a questão no brasil ainda esta muito precaria em questão disso.

    aqui o usuario ainda é tratado como bandido.
    isso DEVERIA ser tratado no programa.