Punido duas vezes por doping ao ser flagrado por maconha em exames antidoping, o norte-americano Dave Herman teve de se submeter por um exame específico para ser liberado e lutar o UFC 162. E passou. Assim, poderá entrar no octógono para enfrentar o brasileiro Gabriel Napão, neste sábado, em Las Vegas (EUA).

Herman teve dois casos de doping na carreira, ambos pelo que se costuma chamar de “droga recreativa”. O primeiro foi antes do UFC 136, em que encararia Mike Russow. Um teste antes da luta confirmou o uso e o duelo foi cancelado. A segunda vez foi no ano passado, após o UFC Rio 3, em que foi finalizado por Rodrigo Minotauro. O norte-americano testou positivo após o combate e levou um gancho de seis meses.

Agora, o Ultimate e a Comissão Atlética quiseram garantir que ele não sujaria o nome da organização com mais um exame positivo. Ele passou por um tratamento durante sua última suspensão, e aparentemente deixou a droga, de acordo com o resultado divulgado pelo site MMAJunkie.

Herman tem uma carreira de 26 lutas, com 21 vitórias. Nos últimos três combates, perdeu todos por finalização ou nocaute, sendo o mais recente contra Minotauro.

Já Gabriel Napão vinha embalado por três triunfos seguidos, mas terá de se recuperar na categoria pesado, depois de ser nocauteado por Travis Browne.

1013586_612752182083076_969306530_n
Fonte: Uol Esportes
//migre.me/fjndw