Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Já é sabido que a maconha pode trazer alguns benefícios para a saúde, como, por exemplo, para os portadores de glaucoma. Um novo estudo, no entanto, afirma que a substância pode prevenir a cegueira causada pela retinite pigmentosa. As informações são do Huffington Post, via Terra.

A retinite pigmentosa é uma doença degenerativa que destrói milhões de sensores de luz microscópicos, os fotorreceptores, que existem nos olhos humanos. A cura para a condição segue desconhecida, mas pesquisadores da Universidade de Alicant, na Espanha, podem ter descoberto um tratamento efetivo com a maconha, que pode reduzir a destruição dos sensores de luz de forma significativa.

Leia também:  Ativistas pró-maconha do Recife fazem protesto por liberação no Pátio de São Pedro

Para o estudo, os cientistas forneceram um canabinóide (derivado da planta cannabis) sintético para um grupo de ratos, que, após o período de 90 dias, apresentou 40% mais fotorreceptores do que os que ficaram sem tratamento. Os ratos que experimentaram a droga também mostraram melhor conexão entre os fotorreceptores e os neurônios pós-sinápticos, que recebem e processam os sinais da luz.

“Estes dados sugerem que os canabinóides são potencialmente úteis para atrasar a degeneração da retina em pacientes de retinite pigmentosa”, explicou o estudo. No entanto, ainda é cedo para comemorar, já que os cientistas ainda não identificaram o mecanismo exato através do qual os canabinóides reduzem os danos causados pela condição.

Leia também:  Maconha reduz convulsões e pode ser usado contra epilepsia, diz estudo

Esta foi a primeira vez que a maconha tenha sido estudada como uma terapia para a doença. O estudo foi publicado no início deste mês na revista Experimental Eye Research.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here