A cidade de Berkeley exigirá que dispensários doem maconha com fins medicinais, para pacientes de baixa renda. Cidade da Califórnia aprovou projeto que reserva 2% dos dispensários para os beneficiados. As informações são do O Globo.

Moradores de rua e pessoas com baixo rendimento que utilizam maconha como tratamento medicinal terão acesso gratuito à erva na cidade de Berkeley, na Califórnia. O conselho municipal aprovou por unanimidade uma proposta para que os dispensários de maconha distribuam 2% do montante total para aqueles que não podem pagar.

A proposta prevê que os dispensários não façam discriminação e deem o mesmo tipo de maconha para os clientes pagantes e os novos beneficiados. Alguns dispensários já distribuíam a erva, mesmo sem ser obrigatório, como forma de ajuda. Sean Luse, porta-voz de um dos locais de distribuição, afirma que a ação é uma maneira de auxiliar as pessoas em um momento difícil.

— Uma das duras realidades é quando você fica doente ou tem uma doença grave, muitas vezes é difícil manter um emprego ou manter o seu rendimento alto — justifica Sean em entrevista para a CBS.