Diplo e Jillionaire, dos Major Lazer, são da opinião que as crianças precisam de ser ensinadas a consumir drogas adequadamente.

Na opinião dos DJs e produtores, tal como os jovens recebem educação sexual e são advertidos para os perigos do álcool, deveriam, também, receber educação relativa ao consumo de drogas.

“Vai soar estranho, mas temos que ensinar as crianças a consumir drogas, da mesma forma que as ensinamos a beber álcool responsavelmente e a fazer sexo protegido”, comentou Jillionaire, em entrevista à “Rolling Stone”.

O artista continuou: “Se você vai a um festival, beba água durante seis dias antes; não beba álcool. Se vai mandar um comprimido e meio (ecstasy), não mande mais quatro, pois vai desmaiar, ficar febril e acarretando até a morte por uma parada cardíaca. Em vez de atuarmos como se as drogas não existissem, temos que reconhecer que haverá drogas num festival e saber como lidar com elas”.

Diplo acrescentou: “Nós vivemos numa cultura tão conservadora, que preferimos não falar sobre as coisas que os jovens querem fazer, mesmo sabendo que eles vão fazê-las de qualquer maneira. Nós optamos por ignorá-las, na forma de resolvermos o problema. Na Florida, de onde eu sou, as drogas fazem parte da cultura dos clubes desde o primeiro dia. Os adolescentes sempre foram a raves. Há 20 anos atrás, Orlando foi um dos primeiros locais a ter uma cultura rave, e nós aprendemos a consumir drogas. É algo que vai acontecer; e você não pode controlá-lo. Culpar um festival não vai ajudar porque os jovens farão uso do mesmo jeito.

Estas declarações surgem após duas pessoas terem morrido, recentemente, num festival nova-iorquino – o Electric Zoo -, depois de terem consumido MDMA. O evento foi cancelado duas horas antes da hora prevista para o início no terceiro dia, por decisão do perfeito de Randalls Island.

Via Palco Principal