Estimativa de instituto é que o setor cresça cerca de 30% e fature US$ 3,5 bilhões em 2015. As informações são da AFP, via Uol.

O mercado legal de maconha deve crescer cerca de 30% em 2015 nos Estados Unidos para alcançar os 3,5 bilhões de dólares, depois de ter aumentado meteoricamente em 2014, segundo um relatório publicado nesta segunda-feira.

“Em um ano, o mercado da maconha passou de um simples tema de negociação nas reuniões a algo muito mais sério”, resumiu Troy Dayton, chefe do ArcView Group, que realizou o estudo. “É a indústria que mais cresce na América do Norte”, acrescentou.

Estimuladas pela legalização com fins recreativos nos estados de Colorado (oeste) e Washington (oeste), as vendas de cannabis cresceram 74% em 2014, com vendas de 2,7 bilhões de dólares, detalha ArcView em seu terceiro relatório anual sobre o novo mercado.

No ano passado, cerca da metade do mercado foi captado pela Califórnia, onde por enquanto só a venda de maconha para fins médicos está autorizada. Mais de um terço (38%) foi representado pela maconha recreacional.

“Lembraremos de 2014 como o ano da cultura da cannabis legal, que recebeu a atenção do público como nenhuma outra indústria”, afirmou o relatório.

Segundo ArcView, o ano de 2015 deve seguir a mesma trajetória, com as vendas legais que provavelmente aumentarão cerca de 30%, a US$ 3,5 bilhões, antes do ano de 2016, que, segundo as previsões, deve ser ainda mais promissor.

No ano que vem, as vendas do setor devem chegar aos 4,5 bilhões de dólares em um contexto crescente de legalização do cannabis nos países, segundo a projeção do instituto.

Segundo o relatório, 14 estados americanos devem autorizar o consumo recreativo da erva até 2020.