Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O coronel Antonio Medica cuida de uma operação única no Exército italiano. Em uma instalação em Florença, ele é responsável por uma plantação guardada a sete chaves com nada menos que cem pés de maconha.

As plantas são usadas para produzir 100 kg de cannabis medicinal por ano.

Esse uso da maconha é legalizado no país, sendo prescrita para aliviar a dor de pacientes com câncer ou esclerose múltipla.

O governo decidiu que seria necessária uma fonte confiável de maconha para a produção desse produto. E quem melhor que o Exército para cultivar as plantas – e protegê-las?

“(Quando o projeto começou, em 2014) não estávamos familiarizados com esse tipo de cultivo”, conta o coronel.

Em setembro daquele ano, uma instalação militar usada para produzir medicamentos foi adaptada para a produção da maconha medicinal.

“O projeto tem três objetivos. Produzir maconha medicinal para uso terapêutico, manter baixo o preço final do produto e, acima de tudo, garantir sua disponibilidade para pacientes na Itália”, diz Medica.

Em janeiro desde ano, farmácias de Florença que antes importavam o produto da Holanda começaram a vender a maconha estatal feita localmente, o que reduziu os custos da operação e baixou em 30% o preço para o consumidor final.

A demanda é tão grande que Medica recebeu autorização para dobrar a produção.

“A meta é atender uma necessidade dos italianos, e temos outras áreas nesta instalação disponíveis para expandir o cultivo.”

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here