A NFL tem regras muito rígidas sobre o uso de drogas com seus jogadores . Em primeiro lugar, as substâncias consideradas ilegais pela liga, incluindo esteroides, são 100% fora dos limites.

Com sua rígida política a NFL testa para drogas, incluindo a maconha, os jogadores antes da contratação, em treinos, campeonatos e em alguns casos, o teste de drogas pode ser realizado aleatoriamente pela NFL para manter seus jogadores na linha. Porém até mesmo o álcool pode ser proibido se um jogador demonstrar que ele não consegue lidar com a bebida.

Então, por que foi comissário da NFL Roger Goodell recentemente falou sobre a possibilidade de deixar os jogadores utilizarem a cannabis?

Pela pura e simples razão: “a Dor”. Sendo um problema sério, já que em uma partida alguns ossos são quebrados.

Goodell reconhece a crescente legitimidade da maconha como medicação para alívio da dor, e ele não parece estar disposto a ficar no caminho evitando isso aos jogadores que podem precisar da erva no futuro. Eis o que ele disse a ESPN recentemente :

“Eu não sei o que vai acontecer até onde uma próxima oportunidade da medicina evoluirá para ajudar, seja lidando com a dor ou ajudando com as lesões, mas vamos continuar apoiando a evolução da medicina.”

A política negativa e o preconceito que envolve a cannabis, segue caindo e mostrando ao mundo uma alternativa para inúmero fatores, como no caso dos jogadores da liga da NFL, sendo a maconha uma das melhores formas de ajudar seus atletas lesionados após um jogo.

Via HuffPost / The 420 Times
Tradução SmokeBud