Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Diretor Executivo informou a site americano que o ex-desafiante ao cinturão dos meio médios do UFC ultrapassou exatamente o dobro da quantidade tolerada de maconha. As informações são de Eduardo Cruz* para O Globo.

O teste antidoping realizado em Nick Diaz após a luta contra Anderson Silva revelou que havia o dobro do limite permitido de metabólitos de maconha em seu organismo. A Comissão Atlética de Nevada recebeu o resultado nesta terça-feira, portanto, três dias depois da derrota do americano por decisão unânime no UFC 183.

Leia também:  Como seria o futebol se a maconha fosse legalizada!

A confirmação foi feita pelo Diretor Executivo Bob Bennet ao site “MMAJunkie”. Nick apresentou 300 nanogramas por mililitro, sendo que a quantidade tolerável é de 150ng/ml.

Bennet também disse que Diaz correu o risco de não ser licenciado para enfrenta o “Spider” no dia 31 de janeiro porque não havia apresentado exame limpo aos comissários, sendo que ele já havia sido suspenso em duas ocasiões pelo uso da mesma substância.

A Comissão notificou o UFC no dia 28, a menos que oferecesse um teste limpo de substâncias banidas tanto pela NSAC como pela VADA. Foi a equipe do lutador que o testou ao longo da preparação para o combate e seu treinador, Cesar Gracie, estava confiante que ele passaria no antidoping e negou que Nick Diaz tenha fumado maconha entre os exames pré e pós-luta.

Leia também:  Maconha pode deixar lista de substâncias proibidas pela NBA

*Eduardo Cruz escreveu o blog Mano a Mano de junho de 2011 a outubro de 2014 e atualmente é repórter do Por Dentro da Arena

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here