Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Postado originalmente no Hempadão

Começou pela web e terminou na web: no sábado aconteceu a final do programa “Millionärswahl”, que foi transmitida ao vivo e com exclusividade pela internet. O ganhador foi o lobista do cânhamo (lobista = mediador financeiro de grandes empresas) George Wurth.

A série foi dividida em 8 capítulos/partes nos dois canais ProSieben e Sat.1. Atingiu seu público alvo. Após o segundo capitulo (com 980.000 expectadores) foi reduzida para quatro capítulos. No terceiro episódio, exibido sábado passado, a taxa de audiência caiu muito. No quarto episódio, ocorreu de um candidato (o empresário da maconha) convencer os internautas, expectadores e a concorrência sobre si e seus motivos para ser o ganhador. Assim ganhou 1 milhão de euros. Este quarto episódio só pôde ser visto através da internet.

Os sete candidatos restantes de um total de 26.875 inscritos, competiram por 1 milhão de euros. Na final foram: Michael Fritz (30) de Hamburgo, com a luta “Viva con agua”, que consiste em levar agua potável para países em desenvolvimento.

O professor Amadou Yombo Diallo (52) de Lunzenau, luta pela construção de escolas em Musside (Guiné)

Geoge Wurth (41) de Berlim, presidente da DHV (Der Deutsche Hanf Verband – Associação Alemã do Cânhamo), quer legalizar o consumo de cannabis. Rapper Ees (30) de Köln, quer dirigir e espalhar a cultura e música africana de “Kwaito” na Alemanha. E o dançarino de break Benedikt Mordstein (20) de Freising, quer apoiar jovens dançarinos.

O público e o Clube de Milionários da Alemanha pela primeira vez, elegeu democraticamente na final, através de votos, o próximo milionário da Alemanha. Eles avaliaram a proposta da legalização da cannabis como uma proposta que realmente vale um milhão de euros.

George Wurth quer a legalização da maconha. Wurth (41) é proprietário e diretor da DHV de Berlim: George foi entre 1997 e 2000, vereador e líder do Partido Verde na Câmara Municipal em Remscheid. Ele tem uma visão clara: promover o cânhamo como recurso natural ecológico e a cannabis como remédio. Além de acabar com a perseguição e introduzir a venda da maconha em lojas especializadas. Como especialista em matéria de política de drogas, ele já falou com os representantes do país. Ganhando o concurso, ele prometeu colocar todo o dinheiro dentro da luta e das associações cannabicas promovendo pesquisas e a publicidade da causa.

Via RP OnLine

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

pessoas


Curte nossa nova página no Facebook

Não há comentários ainda, seja o primeiro a comentar!