Com a legalização do uso recreativo no Colorado e do uso medicinal em Nova York, muita coisa mudou por lá; veja as cidades mais envolvidas com a cannabis

Onde há fumaça, há fogo

Entre as cidades americanas que proíbem a maconha, as que permitem o consumo apenas para fins médicos e as que permitem o uso recreativo, qual seria a mais, digamos, envolvida com a erva?

Um levantamento de dados do Motovo Real Estate, dos Estados Unidos, uniu vários critérios para achar a cidade mais “fissurada” na maconha: onde o uso é permitido – para fins médicos ou recreativos -, onde há mais pontos de venda e leis flexíveis.

A lista é dominada por cidades dos estados do Colorado e da Califórnia.

O primeiro, logo no começo do ano, se tornou o primeiro dos Estados Unidos a legalizar a venda da erva para maiores de 21 anos.

Já a Califórnia tem um histórico mais libertário com a cannabis há mais tempo. Por lá, a droga é descriminalizada e o uso medicinal é permitido.

A pesquisa selecionou os seguintes critérios que seriam levados em conta: pontos de venda de maconha per capita; números de residentes que possuem cartões para uso de maconha para fins medicinais; lojas dedicadas à cultura da cannabis per capita.

Depois: número de eventos e festivais relacionadas à maconha; se a maconha é ou não legal no estado; se a maconha para uso médico é ou não legal no estado; e se a maconha é ou não descriminalizada no estado.

Veja a seguir o top 10 americano:

10 cidades tira1

1. Denver, Colorado
Em Denver, 2.1% dos residentes tem um cartão que permite a compra da droga para fins medicinais.
Lá, há uma loja do ramo para cada 3.780 moradores.

2. Colorado Springs, Colorado
Apesar de não ser muito grande (cerca de meio milhão de habitantes), a cidade é a 13ª no país com mais pontos de venda da droga per capita. Há uma loja por 14.213 habitantes.

Já no ranking dos “head shops”, que vendem todo o aparato para a droga e costumam atrair os entusiastas da cultura cannabis, ela está em 31º lugar.

10 cidades tira3

3. Seattle, Washington
A cidade está em terceiro entre as que mais tem pontos de venda da droga per capita: um para 4.850 pessoas.

Por lá, 1,46% dos cidadãos tem um cartão médico para uso da droga.

4. San Bernardino, Califórnia
Está em 17º em número de lojas (1 para 23.668 pessoas).

Já no número de “head shops”, está em primeiro: um para 8.876 pessoas. Também é a líder em eventos e festivais.

No número de pessoas com cartões médicos, está em quinto: 1,47% dos residentes tem um.

5. Aurora, Colorado
Ela está em primeiro entre as cidades com mais pessoas que têm o cartão médico da droga (2,1%).

Em pontos de venda, está em 38º lugar.

6. Santa Ana, Califórnia
Está em 7º na lista dos pontos de venda per capita (1 para 8.903 pessoas) e 2º em número de “head shops”.

10 cidades tira2

7. Irvine, Califórnia
Está em 5º lugar no ranking das cidades com mais cidadãos que possuem o cartão médico para uso da droga: 1,5%.

8. São Francisco, Califórnia
Em head shops, está na 20ª colocação: um para 47.813 pessoas. Em eventos, está no top 25.

Já em pontos de venda da droga, está em 11º: um para 10.421 habitantes.

9. Sacramento, Califórnia
Por lá, há uma loja para cada 8.141 pessoas (6ª posição).

Em termos de head shops, está em 42º lugar, mas é um dos locais com mais festivais e eventos dedicados à cannabis.

10. Los Angeles, Califórnia
Los Angeles ficou um pouco atrás do ranking por ser uma cidade muito populosa, então perde na lista dos locais com mais lojas per capita.

Mesmo assim, tem 10.324 lojas para 3,8 milhões de pessoas.

Além disso, ela tem mais pessoas com o cartão médico que permite o uso da droga que qualquer outra cidade: 56.111 pessoas (1.5% do total).

Confira abaixo, clicando na imagem, a lista completa das cidades

10 cidades mais ligadas na erva

 

Por Guilherme Dearo, Via Exame