Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A ONU afirmou nesta quarta-feira (11) que a legalização da produção e da venda da maconha, oficializada na véspera no Uruguai, “viola convenções internacionais”.

O Senado uruguaio regulamentou comércio da erva no país. Legislação é mundialmente inédita!

A Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife) lamentou, em comunicado emitido em Viena, a aprovação da lei por um país que assinou as convenções internacionais sobre drogas, e garante que não foi levado em conta o impacto negativo na sociedade da legalização.

Raymond Yans, presidente da Jife, mostrou na nota sua “surpresa” ao saber que “um governo que é um parceiro ativo na cooperação internacional e na manutenção do Estado de direito internacional, tenha decidido conscientemente romper as disposições legais universalmente estipuladas”.

Leia também:  No Uruguai dois estrangeiros e três uruguaios vão cultivar maconha para o governo

O Uruguai se tornou, na terça-feira, o primeiro país do mundo a legalizar a produção e a venda da maconha. A iniciativa foi apresentada pelo governo como um “experimento”, com o qual ele tenta enfrentar o narcotráfico, em uma região onde as políticas repressivas se mostraram ineficazes e levaram à violência e ao crescimento do poder das máfias.

Via G1

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here