Os médicos nunca acreditaram que Jayden David de 7 anos, que sofre de epilepsia, seria capaz de fazer sons, ou usar os dedos para apertar botões .

Alguns de seus ataques duravam mais de uma hora e meia, apesar das 20 pílulas farmacêuticas prescritas (incluindo fenobarbital, Topamax e Depakote), ele foi medicado diariamente mas os efeitos colaterais foram devastadores.

Sua vida mudou quando seu pai, Jason David, descobriu a maconha medicinal com o canabidiol ou CBD, depois de ouvir sobre um adolescente que foi expulso da escola por usar maconha para ajudar a controlar as convulsões .

“A vida de Jayden estava sendo torturada por drogas farmacêuticas e convulsões”, disse Jason.

“Jayden estava tendo convulsões todos os dias de sua vida. Se ele não estava dormindo, ele estava convulsionando. ”

Mas nos 14 meses passados, Jayden foi medicado com um óleo rico em CBD.

CBD é um canabinóide importante encontrado na planta maconha, não resulta em uma “onda” como THC, o componente psicoativo conhecido da cannabis.

Agora as convulsões de Jayden caíram 80 por cento, disse Jason. ” Os médicos me disseram que Jayden nunca iria andar ou falar.”

Jayden agora come alimentos sólidos. A frequência e a intensidade de seus ataques foram drasticamente reduzidas.

“Eu mediquei meu filho em uma forma líquida”, disse Jason. ” É não-psicoativa e foi o primeiro dia em que ele passou livre das convulsões em sua vida. ”

Maconha medicinal rica em CBD pode ser difícil de encontrar, apenas um dispensário em Modesto, que inclusive foi fechado.

“É uma situação de vida e morte para as nossas crianças”, disse Jason. “Somos pais, e não maconheiros. Eu não deveria ter que me sentir como um criminoso.”

“Ninguém vai a uma farmácia para se drogar” disse Martin Lee. “Com a maconha (neste caso), é claro que se trata apenas de medicina.”

Jayden teve sua dose de remédios farmacêuticos reduzida,  agora ele toma somente uma pílula.

Jayden está se desenvolvendo em muitas maneiras. Sessões de fonoterapia fornecidas pelo distrito escolar foram triplicadas devido ao seu progresso.

“A diferença é tão grande quanto a distância da Terra ao Espaço” disse Serkes Rasho “Antes, ele não conseguia andar. Ele não tinha contatos visuais. Agora ele sorri. Ele reconhece todos.”

Jason disse que irá continuar a lutar pela saúde de seu filho. Ele planeja ir até a Câmara Municipal de Modesto na terça-feira para defender seu caso.

“Eu entendo que as pessoas fazem uso pelas razões erradas, mas pessoas também fazem uso de medicamentos farmacêuticos pelas razões erradas”, disse ele. “As pessoas fazem um monte de coisas pela razão errada . Estamos fazendo isso pelo motivo certo.”

Tradução: SmokeBud
Via Hemp.org