Estudo mostra que largar o vício em grupo é mais fácil

Quem diria que algum dia, parar de fumar, seria uma tarefa em grupo e tendo a internet como facilitador. Assim dizem os pesquisadores que publicaram recentemente um estudo, no “Journal Of Communication” mostrando que é mais fácil largar o cigarro em grupo que individualmente. Logo aqueles que se engajavam em grupos de ajuda, via redes sociais, tinham mais facilidade de superar o período de desintoxicação e abstinência.

Joe Phua, da Universidade de Geórgia, nos Estados Unidos, acompanhou sites de redes sociais de saúde que focavam na interrupção do vício pelo tabaco. Ele descobriu que os membros começavam a construir um senso de comunidade, a se identificar mais fortemente com outros membros, recebiam e davam mais ajuda uns aos outros.

Estes resultados mostram que, em redes sociais, os participantes podem construir uma forte inter-relação social com outras pessoas que têm o mesmo problema. Isso pode ajudar os usuários a alcançar suas metas de saúde em um curto período de tempo, sem ter que passar por grupos mais tradicionais de apoio, como os presenciais. Estes grupos são frequentemente caros e exigem muito mais esforço para participar.

– Este estudo ajuda ainda mais a noção de que sites de redes sociais e outras formas de mídia social podem ajudar as pessoas a melhorar as suas condições de saúde – disse Phua.

A informação é via Jornal O Globo e os Buddies, quem conseguiu largar o vício pela nicotina com ajuda de algum grupo? Conte-nos como foi.

Lembrando que o Tabagismo é prejudicial a saúde, evite o máximo possível, o verdadeiro cigarrinho do capeta, diferente da maconha, o cigarro vem recheado com mais de 4.700 substâncias tóxicas e nicotina que causa dependência física ou psíquica, sem ter níveis seguros de consumo.