Uma pesquisa, realizada pela Boston Medical Center em parceria com Boston University School of Medicine, relevou que o uso frequente de Maconha não gera custos de saúde ao Estado.Com sua popularização, o impacto da maconha sobre a saúde tornou-se tema de debates à medida que a Maconha Legal vem ganhando mais força.

Os pesquisadores estudaram 589 adultos. Os pacientes foram questionados sobre o uso de drogas, frequência de uso de hospitais, emergência, hospitalizações, e seu estado geral de saúde. Informações sobre outros diagnósticos médicos foram obtidos de seus registros médicos.

medicina2

Os pesquisadores descobriram que a grande maioria dos “entrevistados” (84 %) utilizava maconha. Vinte e cinco por cento cocaína, 23 por cento opioides e oito por cento usaram outras drogas. Cinquenta e oito por cento relataram uso de maconha, mas não de outras drogas.

Não foram encontradas diferenças entre os usuários diários de maconha e aqueles que não fazem seu uso, analisando os  atendimentos de urgências, hospitalizações e diagnósticos médicos.

É comum que usuários de drogas usem tanto maconha quanto outra droga, de acordo com os pesquisadores, portanto, conhecer os efeitos da maconha sobre a saúde e é uma situação importante.

“Mesmo que nós não possamos comparar os usuários de maconha com aqueles que não usam nenhuma droga, nossos resultados sugerem que o uso da maconha tem pouco impacto sobre a saúde e utilização de recursos públicos de saúde”.

Leia o estudo Original.
Tradução SmokeBud via Hemp.org