922889_541322782581128_594041430_n
Vigília pela Libertação de Ras Geraldinho

A semana foi de gritos de Liberdade. No último dia 14 completou um ano a prisão de Ras Geraldinho e aos quatro cantos – Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo e Florianópolis foi realizado atos exigindo o fim da Guerra às Drogas e a Liberdade do Ras.

Nos dias 17 e 18, acontece a vigília pela Libertação de Ras Geraldinho, que após um ano de injustiça carrega uma condenação digna a grandes políticos e juízes corruptos, mas nunca para um Líder Religioso que teve a sua liberdade individual e religiosa violada.

Geraldo Antonio Baptista ou Ras Geraldinho Rastafári – como chamamos, NÃO é um traficante, não foi pego em atos violentos nem tão pouco resistiu a aplicação errônea da Lei. O homem é ativista, ambientalista, publicitário, Elder da Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil, além de amigo, companheiro e pai de família, porém mesmo assim foi condenado a 14 anos de reclusão e perda de seus bens, por optar em cultivar e fazer uso cerimonial de uma erva, que também é medicinal.

Em tempos vale ressaltar às palavras do Dr. André Barros, advogado da Marcha da Maconha.

“É de se consignar que a proteção religiosa das manifestações litúrgicas está garantida pelo artigo 5º, inciso VI, da Constituição Federal; pelo artigo 2º da Lei 11343/2006, que admite a autorização legal e regulamentar de plantas de uso estritamente ritualístico-religioso; e pela Convenção de Viena , das Nações Unidas, sobre Substâncias Psicotrópicas, assinada pelo Brasil, em 1971, e formalmente incorporada ao ordenamento jurídico nacional pelo Decreto 79.388/1977. Por fim, o Conselho Nacional Antidrogas considerou legítimo o uso da Ayahuasca no Santo Daime em 2010 através da Resolução CONAD nº 1/2010.

Esta perseguição consiste em mais uma das formas de preconceito contra a maconha, desta vez, contra seu uso religioso. Esta é uma das grandes bandeiras da Marcha da Maconha.”

Seja em Americana, Florianópolis, Rio de Janeiro, Bh ou em qualquer lugar, nós continuaremos gritando por sua Liberdade e a do uso religioso da maconha.

Aproveite e vá conhecer a Primeira Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil, a igreja está de portas abertas para receber a todos e articularem um movimento nacional pela libertação do líder.

993925_570176283029111_1755841319_n

Assista o vídeo produzido pela Tv Trip, em uma entrevista com Ras Geraldinho expondo sua ideologia, na igreja em Americana.

[youtube id=”Th5LKol5y8A” width=”620″ height=”360″]