Carcereiros em uma prisão no vilarejo de Pruncul, na Moldávia (leste da Europa), capturaram um gato que estava sendo usado para levar maconha em embalagens plásticas para os detentos.

O gato cinza e branco era visto regularmente entrando e saindo da prisão por um buraco em uma das cercas do local, o que levantou suspeitas.

A coleira do felino, que era colorida e grande demais para ele, era o local onde os pequenos embrulhos com a droga eram colocados.

Agora a polícia está tentando descobrir quem era o adestrador do gato.

Revistado

O vídeo do gato sendo revistado foi postado na internet pelo Ministério da Justiça da Moldávia.

O uso de felinos para operações clandestinas em prisões não é algo novo na região. Recentemente, um gato foi usado para traficar telefones celulares para dentro de uma prisão na Rússia.

Os carcereiros pegaram o gato subindo em uma das cercas da prisão de Syktyvkar em junho, segundo informações do jornal The Moscou Times.

O jornal russo também divulgou fotos do felino sendo segurado pelo pescoço. Ele levava telefones celulares e carregadores presos com fita adesiva no corpo.

Outros casos semelhantes também foram descobertos, com gatos sendo usados para levar heroína para dentro de prisões.

Assista a revista do felino

 

Via, BBC Brasil