Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com o comprometimento da presidente Michele Bachelet em revisar a classificação da maconha, Rodolfo Carter, prefeito de uma localidade chilena pediu permissão para cultivar maconha, com fins medicinais, em terrenos municipais. A iniciativa é inédita e beneficiará mais de 200 pacientes. As informações são da AFP via UOL

SANTIAGO, 23 Mai 2014 (AFP) – O prefeito da populosa comuna da Flórida, em Santiago, o direitista Rodolfo Carter, pediu permissão às autoridades agrícolas para cultivar maconha em terrenos municipais com fins terapêuticos, uma iniciativa inédita no Chile, que visa a beneficiar uns 200 doentes de câncer.

“Viemos solicitar a autorização do SAG (Serviço Agrícola Pecuarista) para iniciar o cultivo regulado de ‘cannabis sativa’ (…) só para fins medicinais”, disse Carter a veículos locais.

Leia também:  Mais saúde, menos repressão: América do Sul quer política de drogas mais humana

O prefeito quer usar um terreno de 1.000 metros quadrados da cidade para começar a cultivar a maconha em setembro sob proteção policial e produzir óleos e cápsulas de maconha.

Membro do ultradireitista União Democrática Independente (UDI), Carter foi duramente criticado por parlamentares do seu setor, que o acusaram de querer legalizar a maconha.

“Não estamos promovendo a legalização de nenhuma droga. Se eles querem continuar no passado submetendo o povo chileno à mão das farmacêuticas que fazem negócios com a dor, é problema deles”, respondeu Carter.

O prefeito deverá tramitar solicitações similares perante o Ministério da Justiça e o da Saúde para obter permissões correspondentes.

Leia também:  Maconha Medicinal: Esperança ainda distante no Brasil

A ministra da Saúde, Helia Molina, afirmou que “se estudará nos locais correspondentes a legalidade ou pertinência desta solicitação”. “Se há evidências de que funciona, não vejo porque não usá-la, mas é preciso avaliá-lo”, acrescentou Molina.

A presidente Michelle Bachelet se comprometeu, durante sua campanha, a revisar a classificação da maconha para que deixe de ser considerada legalmente uma “droga pesada” no Chile e passe a qualificá-la como “droga leve”, o que reduziria as penas atuais sobre tráfico e cultivo no país.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Escreva seu comentário

DESCONSTRUA

Please enter your comment!
Please enter your name here